Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Tem uma empresa? Não faça vídeos na internet!

Experimente o vazio de ficar fora de uma das melhores ondas do mercado


Por Paula Bento de Vasconcelos, analista do Sebrae Minas

02/04/2019 às 08h00- Atualizada 02/04/2019 às 09h23

Cada vez mais, o uso de vídeos é incentivado e valorizado no ambiente online. Nas redes sociais, o formato encontrou um caminho favorável para que as mensagens tenham maior alcance e envolvimento dos usuários.

Essa relevância faz com que muitas empresas iniciem suas experiências de maneira amadora na frente das lentes, que, na maioria das vezes, são dos próprios celulares dos empreendedores. O aumento do número de aparelhos e a facilidade de operar as ferramentas fazem com que a produção e divulgação de vídeos alcancem números cada vez maiores. Dados do MWC – Mobile World Congress de 2019 apontam que 80% do tráfego total de internet mobile deste ano será gerado por vídeos.

Cresce o consumo e, com ele, aumentam também a expectativa da audiência e a responsabilidade dos criadores de conteúdo. Saber que vídeo é um dos formatos mais adequados para compartilhar as mensagens de uma empresa no ambiente online, boa parte dos empreendedores já sabe, mas assumir o protagonismo de produzir conteúdo audiovisual é um ponto ainda bastante nebuloso entre os gestores de micro e pequenas empresas.

O conteúdo continua após o anúncio

Alguns motivos listados para isso são: vergonha, timidez, perfeccionismo, receio de reprovação, falta de preparo e de equipamento. No entanto, quando enumeramos os benefícios do uso de vídeos, a lista tende a ser bem maior do que a dos obstáculos. Esta coluna é um convite para que você, sendo empreendedor(a), avalie a possibilidade de também utilizar vídeos para posicionar o seu negócio no ambiente online. Quer bons motivos? Vamos a eles:

  • O formato possibilita valorizar a autenticidade e a proximidade, demonstrando os bastidores do negócio. Conte o que acontece quando as portas estão fechadas ou quando você ainda está preparando algo;
  • Lançar produtos e apresentar características e benefícios em vídeo fortalece a imagem e a credibilidade da empresa. Experimente o que você vende e demonstre isso na gravação;
  • O alcance e a disponibilidade das pessoas em acompanhar conteúdo em vídeo fazem com que suas chances de conseguir atingir novos públicos aumentem e, consequentemente, suas vendas também;
  • Educar o mercado e esclarecer dúvidas por meio de vídeos é mais fácil para a empresa (por evitar confusões) e mais envolvente para o consumidor;
  • Contar histórias sobre a empresa e seus produtos, que mostrem a evolução da sua marca em um vídeo, gera uma dinâmica impossível de ser traduzida em outros formatos. Evolua! E conte isso na telinha para seus consumidores;
  • Mostrar em vídeo o brilho nos olhos ao comemorar uma vitória da sua marca não tem preço. Envolva seus clientes nesse momento;
  • Mesmo que você não tenha uma equipe, comece a produzir seus próprios vídeos sozinho(a). Use tripés quando precisar das mãos livres e um microfone de lapela para melhorar a captação do áudio, sempre que possível;
  • Seja o influenciador da sua marca. O cliente de micro e pequenas empresas quer proximidade e, para isso, superprodução ou contratação de equipes e modelos nem sempre são consideradas soluções ideais para alavancar as vendas. Seus clientes conhecem você. Converse com eles “olho no olho”, por meio de vídeos;
  • Possibilidade de usar formatos e elementos nativos das ferramentas para incrementar e valorizar aspectos dos vídeos. Abuse das possibilidades e fique de olho no feedback dos seus usuários e seguidores. Isso dirá se você está no caminho certo ou não.

Por último, mas não menos importante, sempre sou questionada sobre o melhor equipamento/dispositivo para captar as imagens. Acredito que a pergunta possa ser respondida considerando-se outro ponto: qual o melhor momento para produzir um vídeo? Se, no momento ideal, você tem apenas um celular nas mãos e o conteúdo a ser compartilhado é exclusivo, atraente e tem o objetivo de aproximar você das pessoas, o seu celular é o melhor recurso. Caso haja tempo disponível para planejar a produção de um vídeo, busque equipamentos que tenham boa captação de áudio e garanta que a iluminação esteja jogando a seu favor!

Depois disso, (luz, câmera), ação!

Os comentários nas postagens e os conteúdos dos colunistas não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir comentários que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia