Tópicos em alta: eleições 2018 / polícia / outubro rosa

Polícia Civil desmantela quadrilha especializada em roubos de cargas

Quatro homens foram presos. Grupo, que agia em cidades dos estados de Minas e do Rio, também é suspeito de assaltos a lojas de departamento

Por Vivia Lima

15/05/2018 às 19h38

Os suspeitos de participar da quadrilha estão presos, à disposição da Justiça (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

A Polícia Civil desmantelou uma organização criminosa especializada em roubos de carga, veículos e estabelecimentos comerciais em cidades mineiras e do estado fluminense. Quatro homens foram presos, entre eles, um integrante de uma facção criminosa do Rio de Janeiro. Junto ao investigado, estavam dois homens, de 29 e 36 anos, que seriam seus comparsas e foragidos da Justiça. Eles foram capturados esta semana na divisa de Minas Gerais com o Rio. O quarto integrante, 35, já se encontrava preso em Além Paraíba.

De acordo com as investigações, os homens cometeram juntos, pelo menos, sete assaltos a veículos de carga, lojas de departamento e joalherias, utilizando emprego de violência e arma de fogo.

Conforme o delegado regional de Leopoldina, Carlos Eduardo Rodrigues, as investigações tiveram início em 2017, quando o bando praticou roubo contra uma operadora telefônica. O suspeito mais velho foi reconhecido pelas vítimas e passou a ser investigado. “Conseguimos, a partir dele, identificar o restante da quadrilha e solicitamos a prisão de todos os envolvidos. No entanto, neste período, o grupo cometeu outros crimes, inclusive no Rio. A captura deles demonstra a importância da troca de informação entre as delegacias com o objetivo de dar fim às ações criminosas”, destacou o policial, acrescentando que o bando intercalava o cometimento dos delitos entre os estados.

O conteúdo continua após o anúncio

Um dos casos de grande repercussão, que segue sob investigação da Polícia Civil do Rio, ocorreu em 1º de fevereiro deste ano, quando o preso de 36 anos invadiu o Colégio Pedro II, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio após roubar uma Fiorino. O fato causou pânico entre alunos e professores, sendo necessária a suspensão das aulas para a captura do homem, mas sem sucesso. As apurações apontaram ainda que ele praticava assaltos sistemáticos a veículos de cargas na Zona Norte e na Avenida Brasil, na capital fluminense. “Ele morava próximo a uma área de grande circulação de veículos e negociava carga roubada, além de cometer vários roubos deste tipo”, afirmou o delegado. Em Petrópolis, região serrana do Rio, o quarteto teria assaltado três lojas de grandes marcas, como apontaram as investigações.

A prisão de três dos investigados ocorreu em um posto de combustíveis na BR-393, na divisa de Minas com o Rio, local onde as polícias realizam a ações que têm como objetivo coibir a prática de crimes e evitar a migração criminal do Estado do Rio de Janeiro. Denúncias informavam que parte do bando seguia em um Fiat Siena com destino a Leopoldina onde iriam cometer outros assaltos. O carro foi apreendido.

Os suspeitos de 35 e 36 anos estão no presídio de Além Paraíba. Os outros dois envolvidos foram encaminhados para unidades prisionais do Rio de Janeiro.

Tópicos:

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail





Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia