Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Kalil pode ser primeiro candidato a governador a cumprir agenda em JF

Ex-prefeito de Belo Horizonte já teve seu nome aprovado pelo PSB como candidato ao Governo de Minas


Por Renato Salles

02/08/2022 às 18h54- Atualizada 03/08/2022 às 17h46

A próxima sexta-feira (5) é o prazo final para a realização das convenções partidárias para a escolha dos candidatos nas eleições de outubro. Até lá, os nomes de todos aqueles que pretendem concorrer a cargos eletivos em aberto no pleito de outubro precisam estar aprovados por seus partidos. Até aqui, sete nomes já foram chancelados por suas legendas para a disputa pelo Governo de Minas. Um deles é o ex-prefeito de Belo Horizonte do PSD, Alexandre Kalil, que deve visitar Juiz de Fora na próxima sexta. A se confirmar a agenda, Kalil pode ser o primeiro nome confirmado em convenção partidária a cumprir agenda da cidade, a menos de dois meses do pleito.

O conteúdo continua após o anúncio

Os compromissos de Kalil na cidade ainda não foram oficialmente confirmados, mas, até aqui, a informação é de que a vinda está mantida. Extraoficialmente, a expectativa é de que Kallil se encontre com lideranças locais em pelo menos duas agendas, uma delas na Associação Comercial e Empresarial de Juiz de Fora. A princípio, os compromissos estão previstos para acontecer pela manhã. Na semana passada, Alexandre Kalil chegou a ser esperado em evento de pré-campanha em Juiz de Fora. Ele era esperado em ato organizado pelo humorista Gustavo Mendes, que é pré-candidato a deputado federal pelo PT. Apesar das expectativas, o ex-prefeito de Belo Horizonte não compareceu à atividade.

Tópicos: eleições 2022

Os comentários nas postagens e os conteúdos dos colunistas não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir comentários que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia