Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Morre Zaca, um dos fundadores do PT em Juiz de Fora

José Geraldo Azarias era também uma liderança do movimento negro na cidade


Por Tribuna

24/11/2021 às 20h25

Morreu, nesta terça-feira (23) em Juiz de Fora, um dos fundadores do PT na cidade e militante do movimento negro no município, José Geraldo Azarias, o Zaca. O corpo foi sepultado na tarde desta quarta. A reportagem não conseguiu contato com a família para identificar a idade de Zaca a causa da morte. Juiz de Fora perdeu um gigante, e eu perdi um amigo e um companheiro. José Geraldo Azarias, o Zaca, é um patrimônio do movimento negro brasileiro. Um pioneiro, um destemido, um guerreiro da democracia, um ser humano ímpar e um coração gigante”, lamentou a prefeita Margarida Salomão (PT).

Durante o Governo Pimentel, Zaca ocupou o posto de Secretário Estadual de Combate ao Racismo (Foto: Rubens Ragoni)

A morte de Zaca provocou comoção entre outras figuras políticas da cidade. A Câmara aprovou uma moção de pesar pelo falecimento dele, em solicitação apresentada pela bancada do PT, formada pelos vereadores Cida Oliveira, Juraci Scheffer e Laiz Perrut. “Sua vida foi marcada por uma luta constante em defesa da igualdade racial e da dignidade humana e social, por um mundo mais justo para o bem e a inclusão de todos”, afirmou Juraci, presidente da Casa.

O conteúdo continua após o anúncio

“É com imensa tristeza que recebemos a notícia do falecimento do companheiro José Geraldo Azarias, o Zaca, um dos fundadores do partido em Juiz de Fora, grande companheiro de tantas décadas de luta e que atualmente trabalhava na sede do PT. Zaca será sempre lembrado por todos e todas que puderam conviver com ele. Um grande lutador, um grande militante, grande ser humano, grande petista. Nosso abraço à família e a todos os amigos nos quais nos incluímos. Vai fazer uma falta imensa”, diz nota publicada pelo diretório municipal do PT.

O deputado estadual Roberto Cupolillo (Betão, PT) também se manifestou. “Estou muito sensibilizado ao receber a notícia da partida do Zaca. De uma coisa você pode ter certeza: enquanto estivermos aqui, seguimos firmes pelos ideais e por tudo aquilo que construímos ao longo desses anos de partido, de militância e de movimentos sociais”, postou em suas redes sociais.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia