Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Tanqueiros não descartam possibilidade de paralisação das atividades em MG

Categoria diz que situação está insustentável diante dos sucessivos aumentos nos preços dos combustíveis e do fim do congelamento do ICMS


Por Tribuna

17/01/2022 às 19h25

O Sindicato das Empresas Transportadoras de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Minas Gerais (Sindtanque-MG) anunciou, nesta segunda-feira (17), que, diante dos sucessivos aumentos nos preços dos combustíveis, principalmente o diesel, não descarta a possibilidade de paralisação da categoria.

O conteúdo continua após o anúncio

Segundo o presidente do Sindtanque-MG, Irani Gomes, o fim do congelamento do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre os combustíveis, a partir de fevereiro, também agrava ainda mais a situação. “A categoria está indignada e sem condições para trabalhar. Pedimos encarecidamente aos governos federal e estadual que adotem medidas emergenciais para mudar esse quadro. Caso contrário, não teremos alternativa, vamos suspender as atividades”.

Na última sexta-feira (14), governadores estaduais decidiram encerrar o congelamento do ICMS sobre os combustíveis em reunião do Comitê Nacional dos Secretários Estaduais de Fazenda (Comsefaz). O congelamento vigorava desde novembro do ano passado e deve acabar no fim de janeiro. A Tribuna questionou a Secretaria de Fazenda de Minas Gerais sobre a situação do imposto no estado, mas ainda não obteve retorno.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia