Tópicos em alta: tiroteio entre polícias / polícia / enem 2018

Governo divulga escala de pagamento para servidores do Estado

Primeira parcela, de acordo com a Secretaria Estadual de Fazenda, será paga no dia 13 de julho

Por Tribuna

06/07/2018 às 11h19- Atualizada 06/07/2018 às 20h15

A Secretaria Estadual de Fazenda (SEF) divulgou, no início da noite desta sexta-feira (6), a escala de pagamento dos salários dos servidores para o mês de julho. De acordo com nota encaminhada pela assessoria da SEF, a primeira parcela está prevista para 13 de julho, a segunda para 25 de julho e a terceira, para o dia 31. Ainda conforme a nota, os critérios adotados para o pagamento serão os seguintes: na primeira parcela, serão depositados até R$ 3 mil para os servidores da Segurança Pública e da Fhemig. Para os demais servidores, serão depositados até R$ 1.500. Na segunda parcela, os critérios serão iguais aos da primeira e, na terceira, serão depositados os valores restantes para todos os servidores. A SEF informou, ainda, que a terceira parcela do salário referente ao mês de maio, que estava pendente para os servidores inativos que recebem acima de R$ 6 mil, foi depositada no início da tarde desta sexta.

Apesar da divulgação do esquema de pagamento deste mês, a pasta não confirmou a informação de que o parcelamento dos salários dos servidores deve continuar até o fim do mandato do governador Fernando Pimentel (PT). A afirmação foi divulgada em entrevista do secretário de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, durante um evento na última quinta-feira (5), e publicada em veículos de imprensa da capital, como a Rádio Itatiaia e o Jornal O Tempo. “A decisão de não parcelar não nos cabe mais, tendo em vista a insuficiência de recurso, ele (o parcelamento) vai continuar, a despeito de não ser o nosso desejo, mas é a melhor utilização dos recursos que entram no caixa do Estado”, afirmou Magalhães durante entrevista, quando questionado sobre a possibilidade de manutenção do parcelamento até o fim do ano.

O conteúdo continua após o anúncio

À Tribuna, a Secretaria Estadual de Fazenda solicitou que a reportagem fizesse contato com a Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão. Essa, por sua vez, respondeu que a responsável por essa informação é a Fazenda. Desde fevereiro de 2016, o Governo divide em até três parcelas o pagamento do funcionalismo público. No entanto, mesmo com o escalonamento, servidores têm sido afetados com frequentes atrasos na remuneração.

Sind-UTE notifica Governo sobre nova paralisação

O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) notificou o Governo sobre decisão da categoria, votada no 11º Congresso Estadual, realizado de 31 de maio a 3 de junho último. Conforme a notificação, a categoria informou que, mediante o descumprimento contínuo do pagamento dos salários no 5º dia útil do mês, os profissionais da educação irão paralisar totalmente suas atividades.
No site do sindicato, foi informado que a paralisação ocorre a partir da próxima segunda (9), até que o governo efetue o pagamento integral da primeira parcela dos salários dos servidores.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia