Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Covid-19: Minas registra o maior número de infectados desde o ínicio da pandemia

Nas últimas 24 horas, Secretaria de Estado de Saúde confirmou 40.753 novos casos e 44 mortes por complicações relacionadas ao coronavírus


Por Tribuna

28/01/2022 às 12h46

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) confirmou, no boletim epidemiológico desta sexta-feira (28), 40.753 novas contaminações por Covid-19 em 24 horas. Este foi o maior número de resultados positivos no período desde o início da pandemia, em março de 2020.

Ainda conforme o documento, o Estado registrou, de quinta (27) para sexta-feira, 44 óbitos em razão da doença. Com os novos dados, Minas Gerais soma 2.650.009 casos confirmados e 57.137 vítimas fatais do coronavírus.

Atualmente, estão sendo acompanhados 227.225 casos pelas unidades de saúde, enquanto 2.365.647 pessoas já se recuperaram da doença.

O conteúdo continua após o anúncio

Vacinação
Os números da vacinação avançam no estado. Até o momento, 16.733.549 pessoas receberam a aplicação da primeira dose, 15.333.032 tomaram a segunda dose e 501.473 a dose única. Minas também aplicou 4.764.714 doses de reforço.

O Ministério da Saúde entregou 41.805.559 doses para o Governo de Minas, que distribuiu 38.328.294 doses para as cidades mineiras.

Cenário em Juiz de Fora

Nesta quinta-feira (27), a Prefeitura de Juiz de Fora divulgou que foram contabilizados  três óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas. O boletim registrou, também, 260 novos casos da doença no município.

Segundo os dados da vacinação, foram aplicadas 472.243 primeiras doses, 430.721 segundas doses ou doses únicas e 173.652 doses de reforço.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia