Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / chuva / polícia / obituário

Bronze em 2020, juiz-forano tenta título nacional de torneio on-line de judô funcional

Professor e atleta Linus Pauling disputa, nesta sexta-feira, o 2º Open de Judô Funcional Veteranos

Por Bruno Kaehler

17/02/2021 às 19h40

Linus Pauling com o filho, Eric, que já recebe todos os ensinamentos do pai-professor (Foto: Arquivo pessoal)

O juiz-forano Linus Pauling irá representar sua cidade e Minas Gerais no 2º Open de Judô Funcional Veteranos nesta sexta-feira (19). Professor e judoca, ele conquistou o bronze em 2020, sendo o único representante da Zona da Mata na disputa, e relatou à Tribuna que vê o título como principal – e palpável – meta desta vez.

“No evento do ano passado eu fiquei com o bronze. Treinei muito e consegui trazer a medalha para JF e ter a oportunidade de disputar com grandes guerreiros de Minas Gerais. Depois juntei com a minha equipe – de fisioterapia, preparação física e técnica – para lapidar e melhorar para trazer o ouro agora para o estado”, destaca o também professor.

O conteúdo continua após o anúncio

Por conta da pandemia, a disputa, organizada pela Confederação Brasileira de Judô, ocorre de forma virtual pelo segundo ano consecutivo. Linus irá competir na categoria M3, para atletas de 40 a 44 anos e entre os 73kg e 81kg. Monitorado por árbitros via videoconferência, os lutadores devem executar uma série de movimentos da arte marcial. Aquele que acertar mais ações da dinâmica, conforme a avaliação dos juízes, será o vencedor.

“O campeonato segue a estrutura do Mineiro. Vão ser três tempos de competição, onde vamos fazer uma bateria de exercícios físicos combinando com movimentos do judô. Quem fizer a maior quantidade, e de forma certa, ganha o tempo. Aquele com a maior quantidade de tempo vai à próxima fase”, elucida Linus, que trabalhou durante a pandemia em melhorar suas habilidades para que o resultado seja ainda melhor que o do ano passado. “Fiquei feliz com a conquista (do bronze), mas podemos mais. Minha equipe e eu sabemos onde precisei lapidar e que parte mudar da estratégia para vir para esse campeonato nacional mais preparado.”

 



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia