Tópicos em alta: sergio moro / dengue / polícia / reforma da previdência / bolsonaro

Tupi fica no 0 a 0 com o Itaboraí

Galo aumenta seca de vitórias para 15 jogos, em duelo com reestreia de Ademilson

Por Tribuna

11/05/2019 às 18h05

Mesmo sem sofrer defensivamente durante quase toda a partida, o Tupi não superou o Itaboraí (RJ) neste sábado (11), no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, pela segunda rodada da Série D. Em duelo marcado pela reestreia de Ademilson com a camisa do Galo, as equipes não saíram do zero. Este foi o primeiro ponto somado pelo Carijó, lanterna do grupo A14, enquanto os cariocas chegam ao segundo empate na terceira posição.

O Tupi volta a campo no próximo sábado (18), novamente no Estádio Municipal e às 16h, quando encara o Novorizontino (SP) pela terceira rodada da competição.

Com Max Carrasco, que chegou a treinar entre os titulares, e Ademilson no banco, o Tupi atuou com Vilar; Thiago Ryan (Sabão), Adalberto, Lucas Tavares e Lucas Sampaio; Baiano e Cleitinho; Juninho, Hugo Rodrigues (Marcel) e Gabriel Costa; Felipe (Ademilson). Já o Itaboraí teve Luis Henrique; Coutinho, David, Espinho e Vandinho; Gean, Júnior Santos (Bruno Santos), Gabriel Galhardo e Nélio (Denilson); Sorriso e Léo Itaperuna (Cristina).

Carijó não vence há 15 jogos. Empate é o primeiro ponto marcado na Série D do Brasileiro (foto: Fernando Priamo)

Uma finalização em 45 minutos

A posse de bola era dividida nos primeiros minutos. O susto inicial veio aos 8, em cruzamento por baixo do Itaboraí pela esquerda, com saída insegura de Vilar. A bola quase sobrou para o atacante rival, na segunda trave, não fosse Sampaio para afastar. A resposta carijó veio na mesma moeda, em jogada de Gabriel Costa com bola espalmada pelo goleiro Luis Henrique.

A primeira finalização carijó veio somente aos 24 minutos, em tabela com o lateral-esquerdo Sampaio, que entrou na área com a bola e finalizou cruzado e rasteiro, ao lado da trave canhota adversária. Este seria o único arremate alvinegro na primeira etapa. Sem sofrer defensivamente, o Tupi pecava em erros de passes sobretudo de Lucas Tavares e pivô mal executado de Felipe – o que gerou os gritos de Ademilson das arquibancadas antes mesmo do intervalo.

O conteúdo continua após o anúncio

Adê reestreia e Tupi cresce

Certamente insatisfeito com a etapa inicial, Beto realizou troca dupla logo no intervalo, com a reestreia de Ademilson pelo Galo. O veterano entrou na vaga do centroavante Felipe, enquanto Sabão substituiu Ryan e Cleitinho foi deslocado para a lateral direita.

Já sem o sol sobre o campo, a etapa final começou mais intensa. A dificuldade no último terço de campo, no entanto, seguia evidente. O Galo precisou de 20 minutos para fazer o goleiro adversário trabalhar, em chute de média distância de Lucas Tavares e, dois minutos depois, em finalização da entrada da área de Gabriel Costa para grande intervenção do arqueiro.

Ineficaz, porém, o Galo não aproveitou a superioridade no momento final da partida e o 0 a 0 perdurou, com vaias das arquibancadas.

Tupi x Itaboraí

Pagantes: 268
Presentes: 536
Renda: R$ 4.920

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia