Tópicos em alta: dengue / polícia / fé na estrada / reforma da previdência / bolsonaro

Danielly Vitória conquista Grand Slam e segue na Seleção Brasileira de taekwondo

Título na categoria júnior, 44kg, obtido no fim de semana, garantiu vaga à atleta juiz-forana para o Pan-Americano em junho, nos EUA

Por Bruno Kaehler

11/02/2019 às 18h07- Atualizada 11/02/2019 às 18h16

Dani, no topo do pódio, se mudou para Rio Claro (SP) com foco na Olimpíada de 2024, em Paris, na França (Foto: Arquivo Pessoal)

Danielly Vitória é cada vez mais sinônimo de Seleção Brasileira. A atleta juiz-forana conquistou, neste domingo (10), o título do Grand Slam de Taekwondo no Rio de Janeiro (RJ) e, pelo terceiro ano consecutivo, garantiu vaga na equipe amarelinha, entre os melhores do país, e no Pan-Americano da modalidade, agendado para junho deste ano, em Portland, Oregon, nos Estados Unidos. O Grand Slam ocorreu na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, e envolveu mais de 300 lutadores de todo o país. O título de Dani, 15 anos, veio na categoria júnior 44kg, de atletas com até 17 anos, faixa etária da equipe canária que irá integrar.

Para conquistar o ouro, a juiz-forana venceu duas lutas, sendo a última com final dramático. Na semi, ela passou pela paranaense Luane Nogueira por 31 a 3. Na decisão, 7 a 7 contra Laúna Ramos, de São Paulo. O combate foi para o golden point em um round extra. Logo, a primeira a pontuar seria a campeã.

O conteúdo continua após o anúncio

“Foi emocionante! Fiz o primeiro ponto, graças a Deus. Fiquei muito feliz com o resultado, consegui meu terceiro ano de Seleção Brasileira e esse campeonato me classificou para o Pan, mais um motivo de felicidade! Batalhei muito para alcançar esse resultado, tive uma preparação muito intensa, com a mudança de academia e de ritmo. Estou aprendendo muito, o camping da JCalicu Brasil me ajudou muito, tive uma experiência incrível com atletas da Guatemala, e tudo isso foi muito importante para essa conquista”, destaca Dani, antes de agradecer a família, ao treinador Nicholas Pigozzi, à mestre Carmen Carolina e à equipe Pro Team.

Já treinando e morando em Rio Claro (SP) a partir desta temporada, Dani se mostra ansiosa para iniciar os trabalhos de olho no novo desafio. “Todo esforço é recompensado, e agora é treinar em dobro, por incrível que pareça, porque o Pan tá aí! Vamos com força total!”, antecipa.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia