Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Em partida com paralisação de 50 minutos, Manchester empata com o América-TO em JF

Atendimento médico a atacante americano e falta de ambulância com médico causa interrupção; equipes não conseguem furar defesas adversárias e placar fica zerado no Estádio Mário Helênio


Por Gabriel Silva, sob a supervisão do editor Bruno Kaehler

09/10/2021 às 14h20- Atualizada 09/10/2021 às 14h21

Manchester ainda não venceu em Juiz de Fora (Foto: Daniel Braga/Manchester)

Em confronto válido pela 5ª rodada da Segunda Divisão do Campeonato Mineiro, neste sábado (9), Manchester e América-TO empataram em 0 a 0 no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora. Se, com a bola rolando, o jogo ficou marcado pela escassez de oportunidades de gol, fora das quatro linhas chamou a atenção uma paralisação de 50 minutos após atendimento médico a um atleta da equipe visitante.

Com o resultado, América-TO e Manchester permaneceram na terceira e na quarta colocações, respectivamente. Com 5 pontos conquistados, a equipe juiz-forana ainda pode ser ultrapassada pelo Contagem, que tem quatro pontos e, no domingo (10), enfrenta o Betis, às 15h, em Ouro Branco.

O Manchester volta a campo no próximo sábado (16), contra o Boston City, às 15h, no Estádio Juscelino Kubitschek, em Manhuaçu. Já o América-TO atua no mesmo dia, contra o Betis, às 14h, no Estádio José Mapa Filho, em Ouro Branco.

Escalações e jogo

Para o confronto, o treinador Eduardo Luersen enviou o Manchester a campo com: Matheus Poletine, Negueba, Eduardo Santos, Rayan Ribeiro e Caio Felipe; Matheus Batista, Raian e Eliu Júnior; Kassinho, Júlio Azevedo e Hugo.

O conteúdo continua após o anúncio

Já o América-TO foi enviado a campo pelo treinador Marco Milagres com Robert, Marcell, Adalberto, Carciano e Tharick; Rafinha, Otávio e Júnior Lemos; Magalhães, Roger e Matheus.

As primeiras boas chances da partida foram do América-TO. Aos 22, Júnior Lemos não conseguiu completar, por centímetros, cruzamento vindo da esquerda. Logo depois, o Dragão chegou em cruzamento de Matheus pelo lado direito, mas a bola parou no goleiro Matheus Poletine.

Aos 30 minutos, Júlio Azevedo teve a chance de marcar para o Manchester após boa jogada de Caio Felipe, mas parou nas mãos do goleiro Robert. Júlio voltou a aparecer aos 47, quando encontrou Kassinho na área, mas a finalização foi direto para fora.

Segundo tempo com paralisação

No início da etapa final, o atacante Roger, do América-TO, precisou de atendimento médico depois de um mal estar decorrente de um choque de cabeça. O atleta precisou ser encaminhado a um hospital de ambulância, o que gerou a paralisação da partida por 50 minutos de interrupção. Posteriormente, o América-TO informou que o atacante Roger passa bem.

Após 20 minutos do retorno da partida, o atacante Cassiano cabeceou com perigo contra o gol do Manchester, mas Matheus Poletino defendeu. Foi a única oportunidade das equipes no segundo tempo, que também ficou marcado por duas reclamações de possíveis pênaltis ao Manchester, mas que a arbitragem não assinalou.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia