Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Da Gávea para o Colorado: meia Max vai para o futebol americano

Atleta de 20 anos, que estava emprestado ao Cuiabá, estaria sendo negociando pelo Flamengo para atuar na Major League Soccer.


Por Tribuna

02/12/2021 às 19h30- Atualizada 03/12/2021 às 10h14

Max, 20 anos, foi negociado pelo Flamengo para atuar no Colorado (Foto: Flamengo/Divulgação)

Atleta com passagens pelo projeto Uberabinha/UFJF e juniores do Tupi, o meio-campista Max, 20 anos, pode ir para a liga americana de futebol. O jogador do Flamengo, que em setembro foi emprestado ao Cuiabá, foi negociado pelo Rubro-Negro e seguirá para o Colorado, clube da Major League Soccer. O contrato com a equipe americana tem duração de quatro anos, início com na temporada de 2022. A informação é do site Coluna do Fla.

O conteúdo continua após o anúncio

Morador do Bairro Dom Bosco, Max foi destaque no Uberabinha/UFJF, onde atuou por quatro anos, tendo sido campeão mineiro da segunda divisão pelo sub-15. Coordenador do projeto na época, o atual secretário de esportes, Marcelo Matta, relembra as qualidades do jogador. “O Max sempre foi muito disciplinado nos treinos, talentoso, habilidoso dentro de campo. Ele é fruto de uma geração de jovens futebolistas, nascidos no ano de 2001, que impôs muitos desafios para quem esperava por uma oportunidade no futebol.”

Do Uberabinha/UFJF, Max foi para o Tupi e, pouco tempo depois, chegou ao futebol de base do Flamengo. No clube da Gávea, o juiz-forano realizou 14 partidas no profissional, tendo, inclusive, marcado um gol na vitória em cima do Nova Iguaçu, pelo Campeonato Carioca.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia