Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Estado anuncia escala de vencimento do IPVA 2022 com início em março

Governador de Minas, Romeu Zema, congelou os valores do imposto, de acordo com a tabela de cálculo de 2021


Por Tribuna

04/01/2022 às 17h02- Atualizada 05/01/2022 às 16h52

 

A Secretaria de Estado de Fazenda (SEF) publicou nesta terça-feira (3) a definição do cronograma de vencimentos do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) em Minas Gerais em 2022. A data inicial para a quitação do imposto é o dia 21 de março, começando pelos veículos com placas terminadas com os números 1 e 2 (ver tabela). De acordo com a SEF, o início da cobrança em março visa a desafogar o orçamento dos mineiros neste começo de ano. O valor do imposto foi congelado, de acordo com o Governo Estadual. Os contribuintes que liquidarem a taxa em parcela única poderão chegar a um desconto de até 6%, sendo 3% aplicados automaticamente para a cota única e mais 3% de bônus para quem tiver quitado o IPVA de 2021 e 2020 em dia, por meio do programa “Bom Pagador”.

O conteúdo continua após o anúncio

O congelamento do imposto foi sancionado pelo governador Romeu Zema, por meio da Lei 24.029 de dezembro de 2021, que mantém a tabela usada para o cálculo em 2021, repetindo os valores cobrados no ano passado. A SEF destacou que, caso o indicador padrão fosse adotado, a partir da tabela Fipe, o impacto para os contribuintes seria de uma média de 22,8%. Com a medida, quem decidir por parcelar o valor, poderá pagar o tributo em até três parcelas, com o último pagamento na segunda quinzena de maio.

A publicação das demais informações sobre o tributo, como o valor de tabela dos veículos, a expectativa de arrecadação e os agentes credenciados para o pagamento devem ser publicadas no Diário Oficial do Estado no fim de janeiro, o que será feito por meio de uma resolução. Em 2021, o prazo foi mais curto, com o vencimento da primeira parcela datado para janeiro e a terceira em abril. O alongamento das datas, conforme destacou o Governo, tem como objetivo dar uma folga para a população, que vai precisar lidar com outros gastos nesse período, como o Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) e a compra do material escolar.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia