Tópicos em alta: polícia / crise fiscal / campeonato mineiro

Alunos ‘peregrinam’ por vagas no EJA

A falta de informação disponível na internet sobre a Educação de Jovens e Adultos (EJA) em Juiz de Fora tem feito com que alunos interessados nessa modalidade de ensino peregrinem de escola em escola em busca de uma vaga. Na cidade, 35 escolas municipais e 34 instituições estaduais oferecem essa modalidade de ensino. Além dos […]

Por Tribuna

30/01/2016 às 07h00

A falta de informação disponível na internet sobre a Educação de Jovens e Adultos (EJA) em Juiz de Fora tem feito com que alunos interessados nessa modalidade de ensino peregrinem de escola em escola em busca de uma vaga. Na cidade, 35 escolas municipais e 34 instituições estaduais oferecem essa modalidade de ensino. Além dos colégios, há o Centro de Educação de Jovens e Adultos Dr. Geraldo Moutinho (CEM) e o Centro de Estudos Supletivos Custódio Furtado de Souza (Cesu) disponibilizados pelo município especificamente para atuar com supletivos (ver quadro). Para se matricular, o aluno deve procurar uma das instituições que possui esse tipo de ensino. Enquanto houver vagas, as matrículas são oferecidas. Quando as oportunidades são encerradas, as escolas inserem o nome dos estudantes em uma lista de espera. Assim que é identificado um número mínimo de pessoas, novas turmas são abertas.

O curso presencial dos anos finais do ensino fundamental possui duração de dois anos letivos, organizados em quatro períodos semestrais. Já o curso do ensino médio tem duração de um ano e meio e é organizado em três períodos semestrais. A idade mínima para matrícula em cursos de ensino fundamental e médio é de 15 e 18 anos, respectivamente.

Para realizar a matrícula, o aluno precisa levar à instituição o documento de identidade, CPF, uma foto 3×4, comprovante de residência e declaração de transferência ou histórico escolar.

O conteúdo continua após o anúncio

Outras instituições

O CEM é a única unidade que possui aulas do EJA no período diurno. Conforme a chefe do Departamento de Ensino Fundamental da Prefeitura, Gisela Ventura, a fase cinco do CEM, que corresponde ao 6º ano do ensino regular, irá abrir uma nova turma este ano, já que possui quantidade suficiente de pessoas em sua lista de espera.

O Cesu possui estrutura semi-presencial, na qual as matrículas são realizadas por disciplinas. Assim, os alunos conseguem montar suas grades conforme sua disponibilidade, podendo ir ao local todos os dias ou em dias alternados. Ao finalizar os estudos de cada disciplina, o estudante pode agendar a avaliação. O Cesu possui oito polos em Juiz de Fora: dois no Centro, na Rua Floriano Peixoto 435 e na Rua Barão de Cataguases 444, e um em cada um dos bairros seguintes: Santa Luzia, Santa Lúcia, Teixeiras, Nossa Senhora das Graças, Vila Esperança e Progresso.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia