Tópicos em alta: sarampo / CPI dos ônibus / polícia / bolsonaro / reforma da previdência

Cerca de 400 alunos retomam o ensino integral em JF nesta segunda

Com os cortes do Governo estadual, no entanto, cerca de 600 alunos seguem afetados

Por Vívia Lima

27/07/2019 às 07h00

Após o Governo de Minas voltar atrás sobre a redução da oferta de vagas no ensino integral, cerca de 34 mil alunos deverão iniciar as aulas nesta modalidade em todo o Estado a partir de segunda-feira (29), quando tem início o segundo semestre letivo. Em Juiz de Fora, serão 415 vagas ofertadas em 11 escolas, como informou a Secretaria de Estado de Educação (SEE) à Tribuna nesta sexta (26). Desta forma, em relação ao ano passado, cerca de 600 alunos da cidade ainda continuam afetados pelos cortes no ensino de tempo integral oferecido pela rede estadual.

Segundo a Superintendência Regional de Ensino, nos municípios sob a jurisdição de Juiz de Fora – Santos Dumont, São João Nepomuceno, Lima Duarte, Mar de Espanha, Belmiro Braga, Goianá e Rio Novo – serão reintegradas 845 vagas em 22 escolas. Não foi informado oficialmente, no entanto, o número exato de vagas por município ou escola. Entretanto, titulares destas instituições informaram que serão beneficiados cerca de 35 alunos por instituição de ensino, número inferior ao verificado no ano passado.

Conforme a nova diretriz da educação integral, a orientação é que o projeto seja desenvolvido em turmas de 6° ao 9° ano. Anteriormente, o programa incluía o 1° e 5° anos. Neste novo modelo, as turmas do ensino integral criadas para o segundo semestre não serão mais multisseriadas, ou seja, formadas por alunos de diferentes idades e níveis educacionais, como vinha acontecendo no modelo antigo. “Aqui temos duas turmas do 6º ano do ensino fundamental, entretanto, tínhamos que escolher apenas 35 estudantes. Para isso, foi necessário selecioná-los de acordo com as notas e o interesse daqueles que já participavam de atividades do grêmio estudantil. Se houvesse mais vagas, com certeza, seriam preenchidas”, lamenta a diretora da Escola Estadual Maria Ilydia Resende Andrade, Marinez Miranda Esteves. Ela lembra que, no ano passado, eram quatro turmas e 120 crianças que participavam do programa. “Não é o ideal, mas, de alguma forma, poderemos dar continuidade ao projeto”, pontua.

O conteúdo continua após o anúncio

A escola, localizada no Bairro Furtado de Menezes, atende também estudantes do Bairro Olavo Costa, que, já na próxima segunda-feira (29), dão início às aulas que serão de 7h às 15h30. Além das matérias regulares, da base comum, conforme a SEE, os alunos terão aulas de projeto de vida, cultura e saberes em arte, educação para cidadania, laboratório de matemática e ciências e tecnologia, entre outras disciplinas que passam a fazer parte da matriz pedagógica. “Na manhã de hoje (sexta-feira), fizemos a designação de dois professores que serão responsáveis por aplicar todo o conteúdo extra,” diz Marinez. As aulas do extraturno serão ministradas de segunda a sexta-feira, de 12h30 às 15h30.

Em Minas Gerais, 895 escolas foram contempladas. A expectativa é que, até o final de 2019, 64 mil alunos integrem as atividades do ensino integral em 1.395 instituições. Conforme a Secretaria de Estado de Educação, em relação a oferta no segundo semestre, serão nove mil vagas a mais que o acordado entre o Governo do Estado e a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), que previa abertura de 25 mil vagas em agosto.

Trânsito

Com o retorno das atividades nas instituições da rede estadual e particular de ensino, a partir desta segunda-feira (29), o trânsito em Juiz de Fora deverá sofrer os reflexos da volta às aulas. A expectativa da Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra) é que o fluxo de veículos na cidade aumente em até 30% nos horários de pico, que seriam entrada e saída dos estudantes. Diante do aumento, a Settra irá disponibilizar agentes de trânsitos em seis escolas localizadas próximas ao principais corredores de tráfego. Conforme a pasta, o critério adotado para o deslocamento dos agentes é a quantidade de veículos e pedestres que passam no local. A volta às aulas também irá contar com ronda escolar por meio de uma viatura que fará a fiscalização ao redor de algumas instituições.

Tópicos: educação / trânsito

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia