Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Após perseguição: homem é preso com meia tonelada de maconha em Juiz de Fora

Policiais federais perseguiram suspeito de tráfico por quase 90 quilômetros até efetivar a prisão no Bairro Igrejinha


Por Tribuna

17/01/2022 às 11h05

(Foto: Divulgação/Polícia Federal)

Um homem de 49 anos foi preso em flagrante, na noite da última sexta-feira (14), por suspeita de tráfico de drogas. A prisão foi efetivada no Bairro Igrejinha, Zona Norte de Juiz de Fora, pela Polícia Federal, após o suspeito tentar empreender fuga em um carro por 87 quilômetros. No veículo, foi encontrada mais de meia tonelada de maconha.

Segundo a Polícia Federal, a perseguição durou cerca de uma hora e teve início no município de Bom Jardim após uma denúncia dar conta de que o veículo de passeio estaria carregado de maconha. De acordo com a PF, o condutor não acatou a ordem de parada e tentou fugir da abordagem em alta velocidade, chegando a alcançar 150 km/h e realizando ultrapassagens perigosas.

O conteúdo continua após o anúncio

O indivíduo foi parado apenas quando alcançou um posto de combustível no Bairro Igrejinha, por volta de 20h50. Naquele momento, os policiais constataram que o carro continha 700 tabletes de maconha, totalizando 508,5 quilos da droga. De acordo com informações colhidas pela PF, o material estaria sendo transportado a partir do interior de São Paulo e tinha como destino Juiz de Fora.

O homem de 49 anos, que já tinha passagem policial por receptação de material roubado, foi encaminhado à delegacia da Polícia Federal e preso em flagrante.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia