Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / lockdown / vacina / polícia / obituário

Polícia Civil desarticula quadrilha que realizava roubo a residências


Por Vívia Lima

14/06/2017 às 21h19- Atualizada 14/06/2017 às 21h28

Quatro pessoas, com idades entre 21 e 23 anos, foram presas pela Polícia Civil durante Operação Pulo do Gato, para desarticular uma quadrilha que roubava residências levando dinheiro, jóias e veículos de luxo. A ação foi deflagrada em Juiz de Fora na segunda-feira, mas divulgada pela corporação somente nesta quarta-feira (14). Além dos quatro mandados de prisão, foram realizados oito de busca e apreensão. Um quinto suspeito de integrar o bando, 27, continua foragido.

O conteúdo continua após o anúncio

O nome da manobra faz alusão à rapidez em que os criminosos agiam, e ao apelido de um dos principais suspeitos. Conforme informações do delegado Hugo Leonardo Vicente Alves, os presos são de alta periculosidade e já conhecidos no meio policial por suspeitas de envolvimentos em vários crimes, como homicídios, tráfico de drogas e roubo. As investigações apontaram que um dos veículos de luxo utilizado pelo principal integrante do grupo estava com o chassi adulterado.

A ação, resultado de investigações da Polícia Civil da Comarca de Bicas, contou com o apoio de equipes da Polícia Civil em Juiz de Fora, policiais civis das Comarcas de Mar de Espanha e São João Nepomuceno. Apoiaram a ação o helicóptero Pégasus da Polícia Militar de Juiz de Fora, além de militares de Bicas e São João Nepomuceno.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia