Tópicos em alta: cartas a jf / sergio moro / dengue / polícia

Mulher é presa por comunicar falso estupro de filha de 3 anos

Alvo da denúncia era seu marido. Ela disse que mentiu para tentar conseguir uma pensão melhor e se beneficiar na separação.

Por Michele Meireles

11/01/2019 às 11h46

Uma mulher de 28 anos foi presa após  denunciar falsamente o marido, 29, pelo crime de estupro contra a filha do casal, 3 anos. De acordo com informações da Polícia Militar, a suspeita procurou a sede da 70ª Companhia, localizada no Bairro Bairu, Zona Leste da cidade, na última quinta-feira (10). Em sua primeira versão, ela informou aos militares ter notado uma marca roxa no pescoço da criança. Após desconfiar, ela afirmou ter perguntado à criança do que se tratava, momento que a filha disse que o pai teria dado um beijo em seu pescoço e também em sua genitália.

O relato da mulher, segundo a PM, apontou que o crime teria ocorrido na última quarta-feira (9), entre 8h e 18h, quando o homem teria ficado no imóvel sozinho com a menina. Uma testemunha estava com a mulher e afirmou ter ouvido e filmado os relatos da suposta vítima. Os militares procuraram o suspeito, que negou os fatos, dizendo que nunca havia feito nada de errado com a filha ou a tocado de forma maliciosa, e que os relatos da criança teriam sido feitos por “influência negativa” da mãe.

O conteúdo continua após o anúncio

A menina foi levada ao Hospital de Pronto Socorro (HPS), onde funciona o Protocolo de Atendimento ao Risco Biológico, Ocupacional e Sexual(Parbos), para que a criança fizesse exames. O médio que a atendeu, conforme a PM, emitiu laudo provisório atestando que não havia indícios de abuso sexual contra a menina de três anos.

A PM desconfiou da versão da mulher, que acabou confessando a um tenente que mentiu. Ela disse que inventou os relatos com o intuito de se beneficiar em uma futura separação com o homem e obter uma pensão alimentícia melhor. A mulher foi presa por falsa comunicação de crime, mas assinou Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foi liberada. Ela se comprometeu a apresentar-se em audiência no dia 20 de março deste ano.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia