Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Bandidos invadem fazenda e roubam mais de R$ 17 mil

Quatro pessoas foram feitas reféns; bandidos ainda levaram carro da família


Por Sandra Zanella

10/06/2021 às 16h51- Atualizada 10/06/2021 às 18h18

Mais de R$ 17 mil foram roubados, além de joias e vários objetos de valor, durante assalto a uma fazenda, na noite de quarta-feira (9), na Zona Norte de Juiz de Fora. De acordo com informações da Polícia Militar, duas mulheres, de 26 e 54 anos, e dois homens, de 30 e 69, foram rendidos na propriedade da família, que fica na localidade de Varginha, com acesso na BR-040. Os três assaltantes usavam máscaras de proteção à Covid e toucas. Dois deles portavam armas de fogo semelhantes a revólveres, enquanto o terceiro estava armado com faca.

O trio anunciou o crime no interior da fazenda, em busca de dinheiro e materiais valiosos. Após ser agredido com coronhadas, o morador de 30 anos entregou aos bandidos cerca de R$ 12 mil em espécie. Já a mãe dele, 54, levou uma paulada de outro criminoso, que teria se juntado ao bando. Enquanto a família era feita refém, a filha, 26, foi ameaçada de ter um dos dedos cortados, caso não realizasse uma transferência bancária via PIX. Depois da tentativa frustrada para a conta indicada em nome de um suspeito, a vítima conseguiu concluir a transação no valor de R$ 5.800 para uma mulher não identificada.

O conteúdo continua após o anúncio

Em seguida, os ladrões começaram a juntar objetos na residência para serem levados: dois televisores, de 49 e 75 polegadas; dois celulares; notebook; impressora; aparelho e caixa de som; pulseiras, cordões e anéis de ouro; diversos eletrodomésticos, como batedeira, micro-ondas, purificador de água e ventilador; botijão de gás e vários produtos alimentícios, além de um cartão bancário. Os materiais ainda foram colocados no veículo da família, que também foi roubado.

Os assaltantes fugiram logo após a ação criminosa em direção a BR-040. Conforme a PM, apesar das agressões, as vítimas recusaram atendimento médico em um posto de saúde próximo. A polícia identificou quatro suspeitos do crime, mas nenhum deles foi localizado durante rastreamento. Três deles teriam entre 30 e 33 anos, e um quarto seria um idoso, de 66. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia