Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Juiz-Forana tira nota mil na redação do Enem

Carolina Barros é autora de um dos textos com nota máxima; ela também tirou mil em 2019


Por Tribuna

10/02/2022 às 20h54

Carolina conta que fez, em média, seis redações por mês para se preparar para o Enem (Foto: Arquivo Pessoal)

A prova de redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma das mais aguardadas pelos estudantes que querem ingressar nos cursos de graduação de boa parte das instituições de ensino superior no país. Existe toda uma expectativa com relação ao tema da prova. E conseguir uma nota mil – ou próximo disso – não é uma das tarefas mais simples.

Entretanto, a discussão a respeito da invisibilidade e registro civil, tema proposto pela redação do Enem 2021, rendeu à juiz-forana Carolina Barros, 21 anos, o título de autora nota mil. Ela conta que ficou surpresa com o resultado, embora não seja a primeira vez que se destaca no exame. “Em 2019, eu consegui mil na redação, o tema foi a democratização do acesso ao cinema no Brasil.” No ano seguinte, a nota da redação ficou perto dos mil, chegando a 980.

O conteúdo continua após o anúncio

A jovem diz que estudar sobre temas desafiadores ao longo do ano passado a ajudaram a estar mais preparada para os assuntos inesperados abordados nas últimas redações do Enem. “São, de fato, temas que saem do senso comum”, observa.

Ela conta que fez, em média, seis redações por mês para se preparar para o Enem. O desejo da estudante é cursar Medicina. Apesar de ser de Juiz de Fora, Carolina é aluna do Grupo Bernoulli Educação, em Belo Horizonte.

Tópicos: enem

Os comentários nas postagens e os conteúdos dos colunistas não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir comentários que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia