Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / lockdown / vacina / polícia / obituário

Mãe recebe vacina contra a Covid-19 do filho enfermeiro em Juiz de Fora

Grácia Maria Fonseca Aguiar, 68 anos, foi atendida pelo filho Juliano, que atua no Departamento de Saúde do Idoso


Por Renan Ribeiro

07/04/2021 às 18h47- Atualizada 07/04/2021 às 18h50

Mãe e filho compartilharam o tão aguardando momento da vacinação (Foto: Arquivo Pessoal)

As fotos de idosos sendo vacinados são compartilhadas nas redes sociais com mensagens de esperança e incentivo desde o início da campanha de imunização, e se tornaram uma meta para quem aguarda com ansiedade pela imunização e também para poder proteger familiares e pessoas queridas. Em isolamento há um ano, chegou a vez de a enfermeira aposentada Grácia Maria Fonseca Aguiar, de 68 anos, se dirigir à fila para receber a tão esperada vacina contra o coronavírus. Arrumou-se e dirigiu-se ao Departamento de Saúde do Idoso, no Bairro Granbery, no Centro de Juiz de Fora. Sabia que lá encontraria seu filho, o enfermeiro Juliano Fonseca Aguiar, que atua na linha de frente no combate à doença e, nesta terça-feira (6), estava escalado para a vacinação.

“É uma experiência que a gente estava aguardando há muito tempo. Eu, como profissional de saúde, já tinha imaginado a possibilidade de isso acontecer, mas não estava lembrando que minha mãe ia vacinar hoje. Ela me disse que ia sair com meu sobrinho”, conta Juliano à Tribuna.

“Queria gritar para todos porque esse é meu filho, mas me contive. Ele é um grande profissional”, gaba-se a orgulhosa Grácia, que dedicou 40 anos de sua vida ao trabalho com a enfermagem do município. “Senti uma esperança e uma fé de que dias melhores virão, de que os esforços de todos são muito válidos, desde os cientistas que descobriram a vacina até chegar ao meu filho”.

A primeira dose da vacina, no entanto, é uma esperança que se renova. “Hoje foi dia de agradecer pela vida, ao SUS, à equipe de saúde de Juiz de Fora e à oportunidade de estar com 68 anos com saúde, com comorbidades normais da idade, mas bem. Feliz por poder receber uma vacina tão esperada.”

O conteúdo continua após o anúncio

‘Espelho’

Para Juliano, ter vacinado a própria mãe tem um significado ainda maior. Não só pela alegria de saber que ela vai estar protegida, mas também por ter conseguido seguir os passos dela. “Ela é meu espelho. Se sou enfermeiro hoje, é porque admiro muito minha mãe. Por ela, eu não teria escolhido essa profissão, mas insisti e sou muito realizado por poder ajudar as pessoas, dessa forma e de várias outras também”. Ele ainda reforça que os cuidados permanecem e aguarda que a mãe volte para tomar a segunda dose.

Juliano também sente-se realizado com o reconhecimento da população. “Saímos de casa para cuidar das outras pessoas, não só o cuidado físico, mas também o apoio emocional às famílias. As pessoas chegam, veem a gente preparando a vacina, tratando a todos com muito respeito, mostrando a técnica, explicando. Ao mesmo tempo, percebemos os olhares de atenção, o silêncio enquanto falamos. Nos sentimos realizados, é muito satisfatório ter essa oportunidade.” Juliano estima que com a fluidez que o processo tem alcançado e a organização que foi estabelecida, a tendência é de que o número de imunizados cresça cada vez mais.

Esperança

Grácia espera agora a hora de voltar para as suas atividade, depois de um ano cheio de dificuldades. “Estou isolada no Granjas Triunfo. Tentam me segurar, porque não sou fácil, adoro bater rua. Suspendi todos os meus projetos pessoais de vida, porque sempre fui muito ativa, além de enfermeira sempre trabalhei em outras frentes com ONGs. Então não foi um período fácil.”

A foto tirada pelo neto de Grácia, que também foi o condutor da avó até o local da vacinação, entra para o álbum de fotos da família como um dia histórico e repleto de significados. “É uma foto na qual estamos sorrindo. A nossa expressão, mesmo com a máscara, transmite a sensação de alegria. É uma energia espetacular, inexplicável.” A emoção do momento também mereceu destaque nas redes sociais, e Juliano, no mesmo dia que imunizou a mãe, trocou a foto de perfil, fazendo questão de compartilhar a imagem com sua rede de amigos.

Tópicos: coronavírus / vacina

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia