Tópicos em alta: cartas a jf / onça-pintada / dengue / polícia

Vaporetto apresenta uma receita de filha para mãe

PUBLIEDITORIAL

Para comemorar o Dia das Mães, restaurante lança novo prato, o nhoque de manjericão, em homenagem a uma das fundadoras da casa

Por Vaporetto

11/05/2019 às 16h40- Atualizada 11/05/2019 às 16h41

Carol Campos prepara a massa ensinada pela mãe, Ana Lúcia (Fotos: Bruno Bomtempo)

O Dia das Mães é aquela data em que filhos e filhas procuram homenagear suas mães da forma mais criativa e emocionante possível. Todo tipo de mimo está valendo, inclusive, recriar aquela receita de família que é um sucesso. E essa foi a ideia da sócia-proprietária do Vaporetto, Carolina Campos, para presentear a sua mãe, Ana Lúcia Campos, uma das fundadoras da casa italiana há mais de 30 anos. Decidida a colocar a mão na massa, Carol criou a iguaria, batizada de “Nhoque da Mama”. O prato não só será degustado por sua mãe neste domingo (12) como também será lançado oficialmente no restaurante, antecipando as novidades previstas para o cardápio a partir do segundo semestre.

O “Nhoque da Mama” é o grande mistério revelado pela campanha “De filha para a mãe”, realizada ao longo da semana nas redes sociais do Vaporetto. A marca compartilhou com seus seguidores o processo de produção da massa, que faz uma releitura das receitas mais tradicionais e de maior sucesso do restaurante, o nhoque. O toque consiste em adicionar à massa de batata um ingrediente cheio de afeto e de significado para Carol: o manjericão. “Minha ideia é fazer uma referência à horta cultivada pela minha mãe em nossa casa. É ela quem cuida, rega, faz a coleta. É de lá que a gente retira as hortaliças que são utilizadas nas preparações do restaurante, como alface, rúcula, hortelã e manjericão. Tudo sem agrotóxico e sem conservantes”, explica.
Nhoque da Mama leva manjericão

Para promover uma explosão de sabores, Carol escolheu o molho branco com gorgonzola para quebrar um pouco a tradição do molho de tomate, sempre presente nas receitas italianas. “O nhoque é supertradicional aqui no Vaporetto e, para nós, ele simboliza a união, o compartilhamento, a conversa, em especial entre as famílias. O prato agradou demais a minha mãe, ela ficou muito feliz e emocionada. Nossa expectativa é que ele agrade os nossos clientes também.”

Gerações e empoderamento feminino

Nos últimos cinco anos, Carol assumiu, junto do irmão Rafael Campos, o comando do Vaporetto, que agora está com suas atividades concentradas na unidade da Rua Barão de Cataguases, onde tudo começou. Com o compromisso de dar continuidade ao trabalho dos pais, Ana Lúcia e Fernando Campos, e de manter a qualidade e a identidade do restaurante, a primogênita também quer empreender e consolidar ainda mais o papel do Vaporetto em Juiz de Fora. Para isso, ela vem unindo tradição e inovação, reformulando a comunicação da marca e trazendo novos sabores ao cardápio. “Não vejo isso como um choque de geração, mas sim um complemento de geração, que veio para a gente evoluir enquanto negócio”, observa.E, para tirar as ideias do papel e colocá-las em prática, Carol tem na mãe sua maior inspiração. “Ela sempre se portou como o braço direito do meu pai em todos os sentidos. Digo que meu pai não seria quem ele é se não fosse pela minha mãe. Ela sempre me disse que, ao lado de um grande homem, existe uma grande mulher. Se não está à frente, está ao lado, mas nunca atrás. Meu maior objetivo de vida é ser como ela. E ela, assim como meu pai, me dá coragem para seguir com o nosso negócio.”

O empoderamento feminino sempre foi algo presente na vida de Carol, principalmente quando observava Ana Lúcia trabalhar, mesmo que, naquela época, a presença feminina tenha sido algo mais contida. “A mulher tem o seu cuidado, o seu carinho e a sua força, mas esse poder sempre foi desvalorizado pelos homens. Hoje as coisas estão diferentes, e me sinto parte desse processo. Quero conquistar esse espaço com outras mulheres.” O respeito à participação da mulher no meio empresarial é sentido por ela através de seu irmão mais novo, com quem divide a administração do restaurante. “Ele me coloca para frente e me incentiva o tempo todo”, ressalta.

O Vaporetto foi fundado em 1988 como um pequeno restaurante especializado em massas. Por serem netos de italianos, Ana Lúcia e Fernando viram a oportunidade de criar um negócio baseado nestas referências. Desta forma, as receitas sempre foram executadas de forma artesanal e seguindo fielmente o estilo italiano. Inclusive, seu nome faz alusão ao ônibus urbano aquático utilizado em Veneza, cidade italiana conhecida por seus canais e interligada por meio de pontes. O Vaporetto é uma marca juiz-forana reconhecida e respeitada pela qualidade de seus produtos e pela excelência do seu atendimento.

Vaporetto
Avenida Barão de Cataguases, 102, Centro
(32) 3215-9650
Horário de funcionamento:
Domingo e feriado: das 12h às 23h
Segunda a sábado: das 18h à meia-noite
Instagram: @vaporettojf
Facebook: /grupovaporetto

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail





Desenvolvido por Grupo Emedia