Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Elvira, a Kombi 1995 que carrega Bardo e Fada pelo Brasil

Viajando pelo país com as duas filhas e um cachorro, casal troca o conforto de um lar fixo para viver na estrada


Por Eduardo Valente

27/09/2018 às 07h00

Ricardo, Mônica, Lavínia, Vanessa, o cão Rock e a Kombi Elvira: música na estrada  (Fotos: Natália Ávila)

A casa muito engraçada não tinha teto, não tinha nada. A que encontramos nas ruas de Juiz de Fora esta semana, porém, pode ser definida como, no mínimo, inusitada. O lar da família Kilian Tiburski, de aproximadamente 7,7 metros quadrados, onde vivem um casal, duas meninas e um cachorro, se move por todo o país desde fevereiro de 2017. Trata-se de uma Kombi Clipper ano 1995, carinhosamente chamada de Elvira. Ela é conduzida pelos músicos Ricardo Kilian e Vanessa Tiburski, mais conhecidos na internet como Bardo e Fada, que abraçaram o estilo de vida nômade em defesa da cultura e da arte.

Em novembro de 2016, a família largou o conforto de uma moradia tradicional em Porto Alegre (RS) para desbravar o mundo sobre quatro rodas e divulgar a música. Em poucos meses, porém, o primeiro carro, mais novo, não resistiu à intensidade das viagens e “pifou”, como bem definiu Fada. Desde fevereiro do ano seguinte, eles estão com a Elvira, que até então funcionava como um veículo tradicional e nada mais.

Imediatamente após a aquisição, os quatro membros da família, formada ainda pelas filhas Mônica e Lavínia, de 9 e 13 anos, que mantêm uma rotina de estudos no sistema de educação domiciliar (homeschooling), além do mascote, Rock, passaram a morar na Kombi 1995. A primeira adaptação feita, para dar o conforto de uma casa, foi a substituição dos bancos por um sofá-cama (mantendo o cinto de segurança). Além disso, outras mudanças foram sendo feitas, gradativamente, como a instalação de uma cozinha estilo camping. Ela foi criada para funcionar tanto internamente, como também aberta para a área externa.

Atualmente o lar sobre quatro rodas passa por nova adaptação e, em breve, vai ganhar um “puxadinho”. Ou melhor, uma barraca de teto, que pode ser montada sobre o veículo. Desta forma, a família pretende ganhar nos quesitos conforto e privacidade.

30 mil km
Desde o início da jornada, Elvira já percorreu cerca de 30 mil quilômetros, ampliando a rodagem do motor 1.600 ainda original. Segundo Fada, o veículo nunca apresentou falhas mecânicas na estrada. “A cada dois, no máximo três meses, levamos a Elvira para uma revisão completa, com troca de óleo, checagem de freios e carburador. Além disso, a gente evita viagens longas e contínuas. Percorremos 100 quilômetros, paramos em uma cidade, fazemos os nossos shows, descansamos um pouco e depois voltamos para a estrada”, explicou.

O conteúdo continua após o anúncio

A viagem pelos shows

A família não faz shows para promover a viagem. Na verdade é o contrário, como Fada disse. Segundo ela, o projeto musical, além do estilo nômade de vida, é o que impulsiona a empreitada. “Para nós está sendo maravilhoso, e as meninas gostam muito. Elas estão conhecendo lugares novos e todos os tipos de profissões possíveis. A ideia é mostrar a elas, literalmente, todo o mundo de possibilidades que está disponível. Hoje não temos um lar fixo. A nossa casa é a Elvira, onde estamos estacionados. E podemos mudar o quintal todos os dias.”

Todo o custo da viagem é financiado pelos shows. Bardo e Fada estacionam a Kombi e ligam o amplificador em ruas movimentadas de pequenas, médias e grandes cidades. No repertório, uma mistura feliz de estilos como rock, jazz e blues. “Nos mantemos com a arrecadação destes shows de rua, além de outros, maiores, que fazemos na noite, a partir de contratos.”

A próxima parada da família depende, basicamente, da agenda de apresentações. “Por exemplo, sabemos que vamos ficar nesta região (Zona da Mata e cidades históricas) até meados de outubro. Depois seguiremos para o Sul de Minas e o interior de São Paulo, por um mês ou mais. De certo, após, temos o Mato Grosso do Sul e, no momento, é tudo que sabemos sobre para onde a vida vai nos levar”, revelou Fada.

Abaixo, confira do som de Bardo e Fada em Ouro Preto.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia