Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Mulher e Sexualidade após os 60 anos

Por Alice Amaral

05/05/2021 às 17h40 - Atualizada 05/05/2021 às 17h40

Durante muito tempo acreditou-se que a chegada da menopausa e o fim da capacidade de procriar, marcaria o fim da vida sexual feminina. Porém, hoje nós sabemos que a vida sexual após os 60 anos é vital para a saúde física e mental das mulheres.

A vida sexual não termina com o passar dos anos. O sexo é um dos grandes prazeres do ser humano e não tem idade. Ele é sinônimo de saúde e vida. Os estudos mostram que as mulheres que não têm relação sexual, apresentam atrofia e secura vaginal mais pronunciada do que as mulheres ativas sexualmente. A relação sexual aumenta o tônus e melhora a elasticidade e lubrificação, mas uma vez que ela ajuda na irrigação do sangue da vagina.

Com o passar dos anos, ocorre uma diminuição natural da lubrificação e da elasticidade da vagina. Por isso, é importante cuidar do assoalho pélvico, que devido à idade, o aumento de peso e a gravidez, diminui o tônus da musculatura. Exercício, como o pompoarismo (ginástica íntima) ajuda a fortalecer e a combater essa flacidez vaginal.

O conteúdo continua após o anúncio

Outro aspecto importante a ser avaliado é em relação ao uso de hormônios. Eles aumentam a libido e auxiliam na lubrificação vaginal, além de melhorar a disposição, as funções cognitivas, diminuir a incidência de doenças cardiovasculares, aumentar a massa óssea e muscular e retardar o envelhecimento.

Fora isso, é importante cuidar das doenças que podem comprometer o desempenho sexual, como a diabetes e doenças cardiovasculares. Sem contar que é fundamental praticar exercícios, ter uma boa noite de sono e manter o foco na alimentação saudável. E importante também evitar o fumo, excesso de bebidas alcoólicas, açúcar, frituras, gorduras trans, alimentos processados, temperos industrializados, e, claro, manter uma alimentação equilibrada e saudável. As mulheres devem optar por peixes, como sardinha e atum; alho, linhaça, grãos integrais, vegetais de folhas verdes escuras, frutas vermelhas, chá verde, chocolate acima de 70% cacau e cenoura.

Enfim, manter uma vida sexual ativa, melhora a autoestima, o humor, a capacidade cognitiva e rejuvenesce.

 

 

Alice Amaral

Alice Amaral

Médica - Título de Especialista em Nutrologia – RQE 9884 - Título de Especialista em Medicina do Esporte – RQE 9895 - Título de Medicina Física e Reabilitação - RQE 44090

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia