Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Murilo Mendes e Salvador Dalí são tema de debate promovido pelo Instituto Estação das Letras

Por Marisa Loures

27/05/2020 às 11h24 - Atualizada 27/05/2020 às 11h44

Murilo Mendes é um dos mais destacados poetas do século XX, sendo apontado como a figura principal da poesia surrealista no Brasil – Foto Arquivo Murilo Mendes/Fundação Casa de Rui Barbosa

O juiz-forano Murilo Mendes, que teria completado 119 anos no dia 13 de maio, e o pintor Salvador Dalí, importante nome do surrealismo, serão o tema da edição virtual do projeto Recordar Infâncias, promovido pelo Instituto Estação das Letras.

O evento será realizado nesta quinta-feira (28), das 18h às 20h, pela plataforma Zoom, e a mediação será feita pelas escritoras Suzana Vargas e Ninfa Parreiras. “Murilo Mendes é um dos principais autores modernistas e sua contribuição para o gênero foi inaugurar uma poesia de inspiração surrealista com imagens surpreendentes, quase inadmissíveis. Ousado, brincou com todas as formas da linguagem concebendo mundos inacreditáveis. Não à toa seu trabalho conversa com a infância: pela liberdade, irreverência e alegria”, afirma Suzana.

O conteúdo continua após o anúncio

Para participar do encontro desta quinta, basta solicitar a inscrição pelo e-mail [email protected] ou pelo número de WhatsApp 21 9 9127-4088. Haverá uma taxa de R$ 50,00 para adesão ao evento.

Formação de leitores, escritores e profissionais do livro

Sediado na cidade do Rio de Janeiro, o Estação das Letras é uma instituição que se dedica à formação de leitores, escritores e profissionais do livro. Ele oferece programações culturais e de capacitação em criação literária e mercado editorial. Com o Recordar Infâncias, a meta é manter a memória de personalidades consagradas e que produzem para as crianças, contribuindo com a lembrança afetiva e com a formação do público interessado.

Marisa Loures

Marisa Loures

Marisa Loures é professora de Português e Literatura, jornalista e atriz. No entrelaço da sala de aula, da redação de jornal e do palco, descobriu o laço de conciliação entre suas carreiras: o amor pela palavra.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia