Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Wilson Coury Jabour será sepultado às 9h no Parque da Saudade

Wilson foi presidente da Câmara por quatro vezes e tornou-se um representante histórico do MDB

Por Paulo Cesar Magella

25/01/2022 às 08h37 - Atualizada 25/01/2022 às 21h29

O ex-vereador Wilson Coury Jabour será sepultado às 9h desta quarta-feira no Parque da Saudade, depois de ter sido velado na Câmara Municipal, a qual presidiu por quatro vezes, uma delas em reeleição. Foi vereador por três legislaturas: 1963 a 1966; 1977 a 1982 e 1983 a 1988. As duas últimas em mandatos de seis anos. Foi filiado à Arena, mas começou a desembarcar do partido após a eleição de 1976, durante o período de articulação para a presidência da Câmara. O partido lançou a candidatura do vereador Fernando Paranhos, mas Jabour, com o voto dos nove representantes do MDB, acabou vencendo, o que provocou uma crise com a direção do partido. Logo após a votação – na antiga sede da Câmara, no Edifício Adhemar Rezende, na Avenida Rio Branco -, o presidente da Arena, Américo Massote, anunciou que ingressaria em juízo pedindo a sua cassação por infidelidade partidária, já que a legenda tinha fechado questão.

Após a presidência, mudou a filiação para o MDB

Jabour assumiu a presidência e o processo acabou sendo arquivado por falta de prova material. Embora fosse claro que ele votou nele mesmo e teve respaldo do MDB, juridicamente não havia prova, já que o voto era secreto e inviolável. Tempos depois, ele migrou para trincheira emedebista, pela qual seria reeleito no pleito de 1982, ocupando de novo a presidência por dois mandatos – um deles em reeleição.

O conteúdo continua após o anúncio

Para Margarida, ele foi uma liderança política

Jabour era viúvo de Maria Lamóglia e pai de Wilson Jabour Filho (morto em 2013), Sandra, Angelina, Ana e Alexandre. Ele foi acometido de infecção generalizada, depois de um ciclo de idas e vindas ao hospital. No sábado voltou a ser internado, mas não se recuperou. A prefeita Margarida Salomão lamentou a morte e destacou que Jabour foi um dos mais importantes quadros políticos da cidade.

.

Paulo Cesar Magella

Paulo Cesar Magella

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia