Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Congresso em Foco avalia atuação da CPI da pandemia

Por Paulo Cesar Magella

24/07/2021 às 12h00 - Atualizada 23/07/2021 às 16h19

Pesquisa do Congresso em Foco aponta que, independentemente dos resultados alcançados e dos senadores que a compõem, a CPI da Covid é considerada pelos parlamentares um fato político forte o suficiente por si só. “Assim”, diz o relatório, “leve ou não a condenações, resulte ou não em um processo de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro, os fatos revelados pela comissão são capazes de produz efeitos políticos que impactam a popularidade do governo. De 1 a 5, a nota média dada pelos 70 parlamentares ouvidos sobre a atuação dos membros da comissão foi 3,07. Quanto ao impacto que a CPI produz na sociedade, a percepção é um pouco maior acima da média: 3,25.”

O conteúdo continua após o anúncio

Prioridade também passa pela proteção à democracia

A pesquisa também revela que 56% dos parlamentares consultados consideram o combate à pandemia de Covid-19 como a grande prioridade do Congresso neste momento. Para 18%, a prioridade deve ser a proteção à democracia e à institucionalidade. “Destaca-se aqui uma tendência de adesão um pouco superior entre parlamentares autodeclarados como independentes.” Realizada trimestralmente pelo Congresso em Foco Análise, o Painel do Poder é um termômetro para medir os humores e tendências do Congresso Nacional. Os deputados e senadores que respondem ao levantamento estão entre as lideranças mais influentes do Parlamento. Portanto, suas avaliações refletem o sentimento do Congresso como um todo.

Paulo Cesar Magella

Paulo Cesar Magella

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia