Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Assembleia faz homenagens às vítimas da tragédia de Brumadinho

Por Paulo Cesar Magella

24/01/2022 às 14h55 - Atualizada 24/01/2022 às 14h56

Embora em recesso até fevereiro, a Assembleia Legislativa dá uma pausa e realiza, nesta terça-feira, uma solenidade em homenagem às vítimas da tragédia de Brumadinho. Há exatos três anos, o rompimento da barragem 1 da mina Córrego do Feijão matou 272 pessoas. Emblematicamente, a solenidade começará às 12h28, hora exata em que ocorreu o acidente.

O conteúdo continua após o anúncio

Toque de silêncio encerra as atividades em Memorial

O evento começa com o hasteamento das bandeiras do Mercosul, do Brasil, de Minas Gerais e de Belo Horizonte. Em seguida, ocorrerá o arriamento das bandeiras de Minas Gerais e de Belo Horizonte, que ficarão a meio mastro durante todo o dia. Logo após, os parlamentares se deslocarão para o Memorial em homenagem às vítimas a fim de colocarem rosas brancas junto à coroa de flores depositada no local. Simultaneamente, o toque de silêncio será executado por um bombeiro militar.

Tragédia também será pauta em debate pelo You Tube

Os três anos da tragédia também serão lembrados, nesta terça-feira, no Canal do You Tube do Comitê de Defesa da Bacia do Rio das Velhas. Haverá um debate com a participação do presidente do Comitê da Bacia dos Rios Paraibuna e Preto, professor Wilson Acácio, do professor Bruno Milanez, da UFMG, Lionette Feitosa, atingida da Área 4 do Rio Paraopeba, Marcus Vinícius Polignano, da UFMG, e Paula Constante, da equipe que defende o direito dos atingidos do Instituto Guaicuy. A live está prevista para 19h.

Paulo Cesar Magella

Paulo Cesar Magella

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia