Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Em confronto entre mineiros, Zema e Pacheco trocam críticas por causa do ICMS

Por Paulo Cesar Magella

22/05/2022 às 19h31 - Atualizada 22/05/2022 às 19h31

O presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (PSD), classificou de “oportunistas e gratuitas” as críticas feitas pelo governador Romeu Zema. Para Pacheco, o Congresso entregou à sociedade brasileira reformas essenciais e que estavam engavetadas há anos, traduzidas em benefícios essenciais a estados e municípios. Ao participar do Primeiro Congresso de Direito Empresarial, promovido pela Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), Zema disse que o Congresso, muitas vezes, foge de sua responsabilidade em modernizar o aparato constitucional e criticou o anúncio de revisão geral do ICMS.
No embate entre mineiros, Pacheco foi enfático: “Um país unido e conectado aos anseios da sociedade não se faz a partir de discursos oportunistas, da criminalização da política e de ataques gratuitos em período eleitoral. Ainda mais quando essas críticas recaem sobre um Congresso que entregou e continua entregando reformas que estavam engavetadas há anos beneficiando, principalmente, municípios e estados no momento de crise aguda”, afirmou.

O conteúdo continua após o anúncio
Paulo Cesar Magella

Paulo Cesar Magella

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia