Tópicos em alta: sarampo / CPI dos ônibus / polícia / bolsonaro / reforma da previdência

Bilac Pinto assume vaga de Custódio, e Marcus Pestana volta à Câmara federal

Ex-prefeito de Juiz de Fora pediu demissão da Secretaria de Governo na tarde desta segunda-feira

Por Paulo Cesar Magella

19/08/2019 às 18h43 - Atualizada 19/08/2019 às 18h49

O deputado Bilac Pinto, do DEM, será o substituto do ex-prefeito Custódio Mattos, que na tarde desta segunda-feira apresentou seu pedido de demissão ao governador Romeu Zema. Com isso, e por conta da coligação de 2018, quem assume a vaga na Câmara Federal é o ex-deputado Marcus Pestana (PSDB). O parlamentar tucano volta ao parlamento seis meses após deixar a casa por conta da não reeleição.

O conteúdo continua após o anúncio

Processo de fritura começou há um mês

A saída de Custódio, definida na tarde desta segunda-feira, era uma questão de tempo. Desde o início do mês já havia articulação nesse sentido em várias frentes, mas o principal fator estaria na Assembleia Legislativa. O presidente, Agostinho Patrus, não se afinava com o estilo do tucano e teria pressionado o governador para fazer a mudança. Num cenário em que a coalizão ocorre dentro do Legislativo, o presidente da Casa – como ocorre também com Rodrigo Maia, em Brasília – torna-se um player da agenda política do próprio Governo.

Lideranças do DEM também participaram da escolha

A escolha de Bilac Pinto passou por gabinetes de Brasília, especialmente do senador Rodrigo Pacheco, presidente do diretório estadual do DEM, e do ex-deputado Luiz Fernando Faria, que atua numa das assessorias do Senado. Fontes próximas a Custódio garantem que a volta de Pestana ao Congresso foi fruto da coincidência, sem qualquer articulação do ninho tucano.

Paulo Cesar Magella

Paulo Cesar Magella

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia