Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Azeredo é convidado a voltar ao PSDB, mas ainda tem dúvidas

Por Paulo Cesar Magella

17/01/2022 às 16h42 - Atualizada 17/01/2022 às 16h42

O ex-governador Eduardo Azeredo, em entrevista ao Estadão, disse ter sido convidado a voltar à política pelo PSDB, mas revelou conversas também com outras legendas. Ele, no entanto, não deu qualquer garantia por ainda estar decepcionado com a política. Azeredo ficou preso de maio de 2018 a novembro de 2019 por conta do que foi chamado Mensalão mineiro. Ele reafirmou ter sido preso por causa do denuncismo. “Tive uma campanha eleitoral em que a prestação de contas foi a mais alta, mas era incompleta. Mas não era eu o responsável por isso. Nunca houve mensalão mineiro. Esse termo foi usado para compensar o mensalão do PT”. O ex-governador está sem partido.

O conteúdo continua após o anúncio
Paulo Cesar Magella

Paulo Cesar Magella

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia