Tópicos em alta: polícia / chuva

Câmara adia votação de projeto que pune bares infratores

Por Paulo Cesar Magella

09/01/2018 às 06h30 - Atualizada 08/01/2018 às 21h28

Devolução para a saúde

Em evento na Prefeitura, o presidente da Câmara e o prefeito Bruno Siqueira assinaram termo de devolução em que o Legislativo retorna aos cofres do Executivo recursos que não foram executados no orçamento de 2017. Foram R$ 3,16 milhões, que representam a maior quantia devolvida nos últimos três anos. O vereador Rodrigo Mattos destacou que “nosso papel como fiscalizador do Executivo é saber a realidade econômica do Município. Por isso, fizemos um planejamento dos gastos do Legislativo, visando economizar ao máximo os recursos e devolvê-los para ajudar a administração municipal nas suas responsabilidades”. Já o prefeito lembrou que os recursos serão investidos na saúde. “Este montante será importante para a cidade, principalmente neste momento de crise financeira em que os municípios se encontram”, afirmou.

Votação adiada

Por iniciativa do vereador Wanderson Castelar, que pediu vistas, a Câmara adiou a votação do projeto de lei do vereador Zé Márcio Garotinho que estabelece horário diferenciado de fechamento de bares, barzinhos, botequins, cervejarias e atividades similares reincidentes em infrações de posturas. E, após iniciativa da Comissão de Comércio, o vereador aceitou fazer mais uma rodada de negociações entre as partes envolvidas antes de a matéria voltar à ordem do dia. Garotinho, apesar de destacar que o plenário é soberano para tomar tais decisões, acolheu o pedido formulado pelo vereador Kennedy Ribeiro, em nome da comissão, mas advertiu ter pressa, recomendando que a reunião já ocorra nesta quarta-feira.

O conteúdo continua após o anúncio

Biometria no TRE

A Justiça Eleitoral iniciou, nessa segunda-feira (8), em Juiz de Fora, o atendimento dos eleitores para coleta dos registros digitais e fotográficos, mas o serviço está ocorrendo somente mediante agendamento prévio, feito no site do TRE ou pelo Disque-Eleitor (fone 148). Apesar disso, o movimento foi intenso, com reclamações dos eleitores, uma vez que houve casos com mais de uma hora de espera. Além de Juiz de Fora, o agendamento é obrigatório também para os eleitores de Betim, Contagem, Uberaba e Uberlândia – as quatro cidades com recadastramento obrigatório -, Bicas, Borda da Mata e Espera Feliz.

João Penido

O conselheiro tutelar Laurindo Rodrigues protocolou, nessa segunda-feira, na Câmara Municipal, pedido de nova audiência pública para tratar da reabertura do atendimento de porta do Hospital João Penido. O motivo, segundo ele, é avaliar qual o motivo que atrasa o entendimento entre a Prefeitura e o hospital, uma vez que já houve propostas de ambos os lados. A Prefeitura teria feito uma oferta de R$ 1,5 milhão por mês para o custeio, mas não houve, ainda, sinalização da direção do hospital. O pedido de audiência foi decidido na primeira reunião do ano dos Conselheiros da Região Leste. Na mesma reunião, foi elaborado um ofício à Secretaria de Saúde sobre a falta de farmacêuticos para distribuir medicamentos para os atendidos pelo SUS na UBS, mas o caso pendente continua sendo o do hospital.

 

Tribuna

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia