Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Autorresponsabilidade: o culpado é você!

Você é uma pessoa que assume a responsabilidade dos seus atos e entregas, sejam eles positivos ou negativos? Ou, é aquele(a) que se isenta através de desculpas e da terceirização da “culpa”?

Por Marcelle Larcher

28/10/2021 às 13h31 - Atualizada 29/10/2021 às 08h52

Quero começar o assunto de hoje te fazendo uma pergunta: você é uma pessoa que assume a responsabilidade dos seus atos e entregas, sejam eles positivos ou negativos? Ou, é aquele(a) que se isenta através de desculpas e da terceirização da “culpa”?

Se isentar em determinadas situações pode parecer algo tentador, principalmente quando estamos mediante a um erro, mas muito se engana aqueles que pensam que esta é uma atitude bem vista. Não só no mercado de trabalho, mas no mundo em que vivemos e em todas as áreas da nossa vida como um todo, quem se destaca mesmo são aquelas pessoas conscientes de tudo o que fazem, atentas, focadas em solucionar problemas e capazes de assumir qualquer situação. Isso é o que chamamos de autorresponsabilidade.

Entendendo a autorresponsabilidade

Como o próprio nome já entrega, a autorresponsabilidade nada mais é que a capacidade de assumir o que acontece em nossa vida, erros e acertos.

Pessoas com essa habilidade, entendem que são donas do próprio sucesso, bem como, dos seus fracassos, ou seja, são conscientes que ninguém mais pode responder por suas ações e entregas, e que a resposta para superarem os mais diversos desafios está em olhar para dentro, não em apontar a responsabilidade para outro.

Uma habilidade de ouro para um mercado de trabalho que busca com afinco profissionais com soft skills apuradas, a autorresponsabilidade pode ser desenvolvida, mas antes de falarmos como, vamos entender o porquê.

A importância da auto responsabilidade

A autorresponsabilidade é um exercício constante de olhar para dentro de si, portanto, é uma excelente ferramenta de autoconhecimento e evolução do indivíduo. Na prática, isso significa compreender cada experiência e cada contexto, onde em situações positivas se entenda exatamente o que levou a esse resultado, aprendendo com isso, e em situações negativas permita a busca por soluções, com base no que deu errado e no esforço para reverter o cenário.

A partir do momento que não acreditamos ter responsabilidade sobre algo, não somos capazes de avançar, não buscamos melhorar, não evoluímos, por isso, essa habilidade é tão importante, ela é quase como um motor, projetada para nos impulsionar e nos levar adiante.

A habilidade no mercado de trabalho

Não existe um profissional que não deseje crescer em sua carreira e conquistar, cada vez mais e mais desafios, mas como sempre mencionamos por aqui, o mercado de trabalho está cada dia mais exigente e em busca de profissionais habilidosos em todos os sentidos, técnico e comportamental.

O conteúdo continua após o anúncio

E falando em comportamental, a autorresponsabilidade é uma habilidade fundamental para qualquer profissional, em qualquer área de atuação e ela está diretamente ligada ao crescimento profissional, pois, o mercado exige essa postura responsável e pró ativa e aqueles que não são capazes de se desenvolverem nesse sentido podem acabar estagnado.  

Além disso, em um ambiente de trabalho, o profissional que não assume os erros decorrentes de suas próprias atitudes é pouco produtivo e, até mesmo, colabora para um ambiente propenso a tensão e conflitos, ou seja, prejudica a si e ao coletivo.

Você é autorresponsável?

A resposta para essa pergunta está na análise das suas experiências e atitudes mediante a determinadas situações.

Receber feedbacks positivos e conquistar algo que almejamos é algo que lidamos com mais facilidade, por isso, o interessante é avaliar como enfrentamos o desconforto, a forma como erramos e, principalmente, a forma como solucionamos. Você enfrenta e resolve ou passa a bola?  

Pessoas com autorresponsabilidade são aquelas que:

  •   São otimistas, motivadas e produtivas;
  •   Ao encarar um desafio, não reclamam ou procuram culpados;
  •   Focam na solução ao invés do problema;
  •   Buscam aprender com seus erros e falhas;
  •   Investem no autoconhecimento para melhorar suas relações profissionais ou pessoais;
  •   Possuem senso de pertencimento em relação às suas obrigações.

Na prática: desenvolvendo essa habilidade

Se tornar uma pessoa autorresponsável não é algo que acontece da noite para o dia, mas é algo plenamente possível se você se dedicar para isso.

Desenvolver-se neste sentido, consiste em aprender constantemente sobre si, entender a sua postura até agora, encontrar os pontos de melhoria e colocar em prática não só um novo comportamento, mas uma nova maneira de pensar.  

Confira algumas dicas:

  1. Avalie as suas decisões, atitudes e comportamentos até o presente momento;
  2. Identifique as situações em que você terceirizou a culpa pelos resultados;
  3. Exercite essa autoconsciência para assumir as suas responsabilidades, pense nisso constantemente;
  4. Tenha a proatividade para mudar, reflita sobre cada decisão antes de agir antes de simplesmente delegar a responsabilidade;
  5. Acompanhe seus avanços, avalie o que mudou no seu comportamento, se está dando certo, e vá aprendendo com cada erro e/ou deslize.

Grupo Larch

Grupo Larch

Estratégias, processos, capital humano, tecnologia. Muito mais que uma consultoria empresarial, o Grupo Larch hoje é um parceiro de negócios que contribui para que empresas e seus líderes encarem seus desafios e encontrem os melhores caminhos.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia