Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

PRF contra Bolsonaro

Por Leandro Mazzini

01/07/2022 às 07h00 - Atualizada 30/06/2022 às 19h34

O presidente Jair Bolsonaro já perdeu o apoio das classes da Polícia Federal. Agora, uma enquete de quarta-feira (29) num grupo de Telegram dos Rodoviários Federais, ao qual a Coluna teve acesso, mostrou a debandada da categoria que o apoiou em 2018 – e que vez ou outra faz sua escolta nas “motociatas”. De mais de 4 mil signatários do grupo, 1.042 responderam à pesquisa. Destes, 43% disseram que não votam nem em Bolsonaro (PL) nem em Lula da Silva (PT). Pior para o presidente, outros 33% escolheram o petista; 14% indicam votar “branco/nulo” e apenas 10% indicam voto no atual presidente do Brasil. Ontem, a insatisfação ficou clara para o Palácio do Planalto. Em evento da PRF em Florianópolis (SC), a FenaPRF exibiu uma faixa num monomotor fretado com a frase: “Nada a comemorar, Bolsonaro mentiu pros PRF”.

Garanhão do chefe

Tem mais ingrediente político no pedido de demissão do presidente da Caixa Pedro Guimarães. Não foram só as suspeitas de amassos oficiais (e extraoficiais) em secretárias que derrubaram o chefão do banco. Economistas da Caixa insatisfeitos com a gestão apontam, entre portas, que Guimarães maquiou números elevados divulgados ao presidente e ao mercado, adicionando vendas de ativos como lucros alcançados em operações de rotina. Ou seja, Guimarães pode ter dado uma pedalada nas contas.

CNC: S de $aúde

Vai cair o contrato emergencial feito pela atual gestão de Karina Câmara no Senac-DF, sem licitação, conforme reportamos. Preocupada, a direção da Confederação Nacional do Comércio passa a lupa e entrou no circuito: embora cite que as regionais têm autonomia para gestão, soltou uma nota ontem afirmando que a instituição em Brasília “já está com novo pregão para contratação de plano de saúde pronto para ser lançado no mês de julho”. A conferir.

O conteúdo continua após o anúncio

Goiás & Quadradinho

O ex-governador Marconi Perillo (PSDB) – que já ocupou poltrona na Casa Alta – terá um páreo duro em Goiás na disputa ao Senado. Seu concorrente direto será o deputado federal João Campos (Republicanos), que conta com o voto evangélico e o voto bolsonarista. Campos e Damares Alves (candidata ao Senado pelo DF) terão, aliás, o mesmo número de urna e farão campanha juntos nas cidades goianas no Entorno da capital federal – onde mora muita gente que vota em Brasília.

Fora do ar…

Diretores dos dois canais estão em pé de guerra “fora do ar”. O que se comenta na praça é que a turma da EBC, com ciúme da TV Escola, tem espalhado que esta acabou, com intuito de tomar os fornecedores do canal irmão. A EBC chegou até a retirá-la da programação. A TV Escola, embora estatal, recebe mais publicidade que o canal do Palácio do Planalto. A EBC custa meio bilhão de reais, e a outra, cerca de 10% disso.

Vergonha internacional

O Brasil é o terceiro país que mais perdeu liberdade de expressão nos últimos dez anos, aponta levantamento da ONG Artigo 19 lançado ontem. Atrás apenas de Hong Kong e Afeganistão, o país teve redução de 38 pontos na escala do ranking global que reúne informações de 161 nações em 25 indicadores. Os dados do documento mostram que, de 2015 a 2021, o país caiu 58 posições no ranking, chegando à 89ª posição.

Leandro Mazzini

Leandro Mazzini

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia