Tópicos em alta: dengue / polícia / fé na estrada / reforma da previdência / bolsonaro

W.Force tem casa cheia e vitória de Kall na luta principal

Com mais de mil espectadores, juiz-foranos deram show em octógono montado no Mariano Hall

Por Bruno Kaehler

11/02/2019 às 20h02

Público lotou o Mariano Hall no W.Force (Foto: Divulgação)

Na noite do sábado (9), 19 lutas agitaram os amantes de artes marciais da cidade e região, com importantes vitórias locais no W.Force, evento realizado no Mariano Hall. A equipe da casa, BCT, por exemplo, obteve 100% de aproveitamento no card principal, com nomes desde o jovem Nico, na luta infantil, até o evento principal, com nocaute no primeiro round de Claudinei Kall sobre Fernando Medeiros.

“Percebi que quando eu me movimentava e fintava na frente do meu adversário ele só fazia o movimento de pernas e não tirava o tronco. Com a experiência que tenho resolvi jogar um jab um pouco mais baixo, na altura do peito, para ele baixar a guarda, e joguei a mão direita, acertando um swing nele, como se diz no muay thai. Ele caiu, sentiu o golpe, aí fui para cima e acabei com a luta”, conta Kall.

Kall registrou mais uma vitória na carreira (Foto: Arquivo pessoal)

A emoção tomou conta do evento com a última vitória da carreira de Fabiano Oliveira (Chakuriki). “Foi uma emoção muito grande lutar em casa, muitos gritando meu nome. E melhor ainda a sensação de vencer. Estou muito feliz, ciente de tudo o que aconteceu desde quando comecei até agora. Aprendi muito com as vitórias e as derrotas e agradeço a todos que me acompanharam e a Deus. Fica a saudade e pretendo trabalhar com novos atletas para que cheguem ao topo, hoje o UFC e Bellator”, relata o lutador e professor.

O conteúdo continua após o anúncio

Nas lutas femininas, Xaxa venceu Luciana após decisão dividida, e Fernanda Caetano derrotou Chayen Gaspar por decisão unânime.

 

Fabiano Oliveira se aposentou dos octógonos com vitória (Foto: Arquivo pessoal)

 

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia