Tópicos em alta: polícia / chuva

Juiz-forano defende título sul-americano de tênis na Bolívia

Felipe Miana vai a Santa Cruz de La Sierra em busca do bicampeonato pela categoria over 40

Por Bruno Kaehler

09/10/2018 às 17h47- Atualizada 10/10/2018 às 15h08

“O grande lance dessa minha participação vai ser nesta quarta, porque tenho voo de madrugada (de terça para quarta) e já entro em quadra quando chegar”, diz Miana (Foto: Nittenis Gustavo Werneck)

A experiência do juiz-forano Felipe Miana (Planeta Chevrolet), 42 anos, terceiro colocado no ranking over 40 da Federação Internacional de Tênis (ITF), será ainda mais crucial a partir desta quarta-feira (10). O tenista local vai jogar na defesa do título do Sul-Americano Sênior de Tênis, em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia.

Miana jogará em quadra de saibro e terá desafios tanto no simples, quanto na disputa de duplas em parceria com o carioca Márcio Iorio, 46. “É diferente porque vou jogar em condições novas para mim. Não conheço o país nem por lazer. Sei que a bola vai andar mais, ganhar velocidade. E vou ter pela frente alguns tenistas de lá da Bolívia mesmo e outros ex-profissionais. E você indo como favorito, o atual campeão, será o cara a ser batido no Sul-Americano”, projeta o tenista.

Dos 16 tenistas na categoria acima de 40 anos, são quatro brasileiros, seis bolivianos, três argentinos, dois chilenos e um peruano. O cansaço deverá ser driblado pelo juiz-forano, que inicia a trajetória no simples diante do anfitrião Diego Jordan, pelas oitavas de final do evento. “O grande lance dessa minha participação vai ser nesta quarta, porque tenho voo de madrugada (de terça para quarta) e já entro em quadra quando chegar. Vou ter que buscar fazer jogos mais rápidos e me poupar ao máximo de jogo a jogo, cadenciar as vitórias para me acostumar aos poucos com as diferenças e defender a primeira colocação. Os melhores sul-americanos estarão lá, será um grande desafio”, explica.

O conteúdo continua após o anúncio

Miana ocupa a terceira colocação do ranking da ITF no over 40 tanto no simples, quanto nas duplas. No entanto, um título nesta semana não fará o juiz-forano subir posições. Isto porque ele não defende apenas o topo do pódio, como também os 240 pontos no ranking concedidos ao vencedor. Se ele não for campeão perderá a quantidade de pontos de acordo com o novo posicionamento.

Invencibilidade

Em 2018, Felipe Miana ainda não perdeu sequer uma partida simples nas disputas pelos torneios chancelados pela ITF no circuito sênior. Ao todo, já são 15 jogos sem derrota. O aproveitamento foi mantido na última semana, quando o local foi até o Rio de Janeiro (RJ), no Marina Barra Clube, e venceu o ITF Seniors também na disputa acima dos 40 anos, com direito a final de quase três horas de duração diante do brasileiro Marcio Beildeck, com triunfo juiz-forano por 2 sets a 0 (7/6 e 7/5).

“Estava perdendo a final por 6/5, mas consegui virar. A decisão e a semifinal foram muito duras, em um torneio importante para eu pegar ritmo, com jogos difíceis visando o Sul-Americano”, destaca Miana, que também venceu a disputa nas duplas, ao lado de Melk Marques.

Após o torneio na Bolívia, Miana ainda terá o ITF São Paulo e o ITF Porto Alegre – principal competição do ano, no final de outubro e em novembro, respectivamente.

Tópicos: tênis

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia