Tópicos em alta: cartas a jf / sergio moro / dengue / polícia

Biografia de Juracy Neves é lançada nesta terça (11)

Biografia do professor, médico e empresário Juracy Neves tem lançamento na manhã desta terça, 11, no Premier Parc Hotel

Por Mauro Morais

10/06/2019 às 17h11

Capa da biografia foi produzida pelo artista plástico Carlos Bracher, que também assina a apresentação do livro

Uma entrevista franca, sem rodeios e meias palavras, encerra o livro “O homem da planície: Vida, obra e ideias de Juracy Neves” (217 páginas), escrito por Paulo Cesar Magella, editor geral da Tribuna. Falando sobre saúde, educação, religião, política, economia, Juracy Neves, fundador da Tribuna e criador do Grupo Solar, demonstra sua potência intelectual e seus múltiplos interesses, que inscreveram seu nome como um dos maiores realizadores de Juiz de Fora ao longo do século XX. Médico por formação, fruto de uma escolha que se deu ainda muito pequeno, e professor de filosofia por um irrecusável convite que se manifestou diante do arrojo de seu pensamento, Juracy também atuou na construção civil, contribuindo para a formação de diferentes bairros locais, na indústria gráfica, na medicina, com o primeiro hospital oncológico da região e, ainda, na comunicação social, com um dos mais fortes grupos do interior do país. “O homem da montanha é um eterno retraído, avesso às mudanças e ensimesmado, avesso aos desafios que o dia o dia impõe. Juracy se considera um homem da planície, que vê além dos limites e não teme ultrapassá-los”, escreve o biógrafo Paulo Cesar nas primeiras linhas da obra, explicando o título do livro.

Com inspirada apresentação do artista plástico e membro da Academia Mineira de Letras Carlos Bracher, a biografia tem lançamento na manhã desta terça-feira, 11, às 9h, no Premier Parc Hotel. “Sideradamente, olhos nos olhos quando diante de uma tela o pintei, tentei expressar sua alma inquieta e agônica, de alguém que não se transige. E vi o homem, o menino e seus ancestrais ali presentes, intangíveis, em pinceladas de fúria, o plano, os planos, os altiplanos e as vastas planícies, donde jamais se verá dois Juracys iguais”, escreve Bracher, cuja pintura retratando Juracy é narrada no capítulo que encerra a obra. “O quadro trabalha por si só. É outra dimensão, que não conhecemos, que é a mente alfa. Você vê as transformações que vão ocorrendo e se movimentando. Houve uma transformação maravilhosa que eu nunca tinha visto na vida, embora já tivesse ouvido falar”, comentou Juracy, ao término da pintura, em registro de Paulo Cesar.

O conteúdo continua após o anúncio
Biógrafo e biografado: Paulo Cesar assina obra que resgata trajetória de Juracy Neves. (Foto: Olavo Prazeres)

Partindo da infância em Lima Duarte, passando pela traumática perda do pai, pela mudança para Juiz de Fora e pelas crescentes realizações, o livro revisa a trajetória do homem de 86 anos, que dentre seus feitos orgulha-se por ter assumido a provedoria da Santa Casa de Misericórdia, em dois mandatos, criando o plano de saúde Plasc e salvando, portanto, a instituição da falência. Também candidatou-se à Prefeitura, não logrou vitória, mas um tanto mais de conhecimentos. Numa das questões que encerra a biografia, extraída do projeto Diálogos Abertos, do Museu de Arte Murilo Mendes, que entrevistou Juracy Neves em 14 de abril de 2009, o professor, médico e empresário é questionado sobre o que é o sucesso. Juracy não titubeia, sabe muito bem: “O sucesso depende primeiro da oportunidade, segundo, do talento, terceiro, da coragem. Oportunidade aparece para todos, mas é preciso ter talento para saber aproveitá-la e coragem para embarcar. Sou um homem que nunca perdeu uma oportunidade.”

O HOMEM DA PLANÍCIE: VIDA, OBRA E IDEIAS DE JURACY NEVES
Lançamento nesta terça-feira, 11, às 9h, no Premier Parc Hotel (Avenida Deusdedit Salgado 1805 – Teixeiras)

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia