Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Controladora da Concer pede recuperação extrajudicial

Intenção é restruturar aproximadamente R$ 2,1 bi em dívidas da Triunfo, e mais R$ 700 mi da Concer


Por Eduardo Valente

24/07/2017 às 18h06

 

A Triunfo Participações e Investimentos S.A., grupo econômico proprietário da Concer, concessionária que administra a rodovia BR-040 entre o Rio de Janeiro e Juiz de Fora, entrou com pedido de homologação judicial de um plano de recuperação extrajudicial na noite do último sábado (22). A informação aos acionistas foi registrada no sistema da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), com estimativa de reestruturar R$ 2,1 bilhões em dívidas da companhia, além de aproximadamente R$ 700 milhões da Concer, conforme informado pela Agência Reuters. A estimativa é que o plano contemple aproximadamente 80% dos credores financeiros da companhia, entre eles bancos que cobram na Justiça o pagamento de empréstimos.

Entre as razões apresentadas para o pedido, a diretoria da Triunfo cita a “execução, por parte de credores financeiros, das dívidas e suas garantias das controladoras de concessão rodoviária Concer e Concebra” e a “necessidade de aportes não previstos na Concer, na Concebra e na Vessel-Log”. Tudo com objetivo de “equalizar suas dívidas financeiras, a fim de manter sua atividade empresarial”.

O conteúdo continua após o anúncio

A dívida da Concer foi tema de reportagem da Tribuna publicada no início deste mês, e seria resultado do desequilíbrio econômico-financeiro do contrato de concessão, firmado com a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), em razão do não cumprimento, por parte da União, dos pagamentos de aportes financeiros previstos para a construção da Nova Subida da Serra de Petrópolis (NSS). Para manter as obras, paradas há um ano, a Concer firmou empréstimos bancários que seriam pagos por meio dos aportes, o que acabou não acontecendo como acordado. Procurada apela reportagem, a concessionária informou que, por enquanto, não vai se posicionar sobre esta operação.

Empréstimos
Conforme os demonstrativos contábeis que instruem o pedido de recuperação extrajudicial, que usa como referência os resultados até 31 de maio deste ano, aparecem entre os credores da Concer os bancos Itaú, Santander e o BNDES. Só este último cobra o pagamento de R$ 219 milhões. Se considerar todas as obrigações da concessionária com empréstimos e financiamentos, o valor a ser pago ultrapassa os R$ 695 milhões.

Ainda na reportagem deste mês, a Tribuna mostrou que a Concer, com problemas financeiros, reduziu em 80% os investimentos para manutenção e conservação dos 180 quilômetros da rodovia, além de ter promovido o enxugamento do quadro próprio de funcionários. Como resultado, usuários enfrentam problemas estruturais na malha rodoviária, como remendos e trincas em diversos trecho da pavimentação.

NSS
Enquanto a empresa busca a reestruturação financeira, segue em análise na ANTT os projetos para retomada das obras da Nova Subida da Serra de Petrópolis, cujas intervenções estão paradas pela metade. Para o deputado Hugo Leal (PSB-RJ), a situação da Triunfo é “mais um sinal de que a Concer não tem mais condições de administrar a rodovia; menos ainda de concluir a obra da Nova Subida da Serra”.

Os comentários nas postagens e os conteúdos dos colunistas não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir comentários que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia