Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Homem armado com garras metálicas é detido pela PM


Por Tribuna

14/11/2016 às 16h04- Atualizada 14/11/2016 às 16h08

Bracelete com garras e um facão foram apreendidos (Foto: Divulgação PM)
Bracelete com garras e um facão foram apreendidos (Foto: Divulgação PM)

Um homem de 53 anos, paramentado com um facão e uma armadura com garras de metal que lembram as do personagem das histórias em quadrinhos Wolverine, foi detido pela Polícia Militar Rodoviária de Juiz de Fora na tarde do último domingo (13), no Bairro Bandeirantes, região Nordeste da cidade.

O conteúdo continua após o anúncio

Os policiais militares avistaram o homem correndo pela Rua Paracatu, atrás de um vizinho, de 45 anos, por volta das 17h. Ao abordar os dois envolvidos, a PM apurou que eles haviam se desentendido porque o cachorro de um teria invadido o quintal do outro.  Ainda segundo os policiais, eles se agrediram anteriormente, momento em que o homem mais velho se armou com as garras e saiu correndo em direção ao outro, com a armadura em um braço e o facão na mão oposta. Apesar da situação, ninguém ficou ferido.

“Quando foi abordado, ele disse que já tinha esse material em casa, mas não tinha qualquer objetivo para construir essas garras”, explicou o capitão Jean Amaral, da Polícia Militar. Conforme o capitão, os dois homens foram detidos por vias de fato/agressão, sendo encaminhados à Polícia Civil, onde assinaram termo circunstanciado de ocorrência (TCO) e foram liberados.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia