Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / chuva / blogs e colunas / obituário / polícia

Janeiro Branco alerta para atenção com a saúde mental em JF

Associação Bromélias faz uma série de atividades ao longo deste mês

Por Tribuna

13/01/2021 às 16h55- Atualizada 13/01/2021 às 17h15

A Associação Bromélias, criada em 2012 por usuários, familiares e pessoas que fazem ou já fizeram tratamentos de algum tipo de sofrimento mental, realiza uma campanha de conscientização, promoção e mobilização social sobre a saúde mental. Neste mês, em todo o país, é feita a campanha “Janeiro Branco” para chamar a atenção para a importância dos cuidados com essa questão. A ideia da campanha foi criada em 2014, por um grupo de psicólogos de Uberlândia (MG), e faz alusão ao início do ano, considerando janeiro como uma “página em branco” para ser preenchida com novas metas, objetivando o bem-estar da saúde mental.

As atividades da Associação Bromélias começam na próxima sexta-feira (15) e se estendem ao longo do mês. Será disponibilizada uma série de conteúdos voltados para a promoção da saúde mental no Instagram e Facebook do grupo. Fazendo o cadastro para as atividades, todas gratuitas, o participante receberá uma ecobag com a identidade visual da campanha e receberá lembretes para os conteúdos através do e-mail cadastrado. Os ingressos são limitados e a inscrição é feita pelo Instagram do grupo.

O conteúdo continua após o anúncio

Às 18h do dia 15, com transmissão ao vivo pelo Facebook, acontece uma mesa redonda com o tema “Saúde mental: Diálogos e reflexões nos dias atuais”. Os palestrantes serão o psicólogo Daniel Oliveira e o advogado Emmanuel Pacheco. No dia 22, será apresentado no Instagram da associação, às 18h, um vídeo sobre cuidado e prevenção da saúde metal com a psicóloga Juliety Almeida e sorteio de um brinde.

Já a Semana cultural Janeiro Branco acontece entre os dias 25 e 29. O objetivo é oferecer informações e práticas de promoção à saúde mental. Toda a programação pode ser acessada nas redes sociais da Associação.

Quarta onda da pandemia

Segundo a Agência Brasil, em março do ano passado, a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) já advertia, em artigo internacional publicado no ‘Brazilian Journal of Psychiatry’, que a pandemia traria uma quarta onda relativa às doenças mentais. Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) relatam que o Brasil é o segundo país das Américas com maior número de pessoas depressivas, equivalentes a 5,8% da população, atrás dos Estados Unidos, com 5,9%. A depressão é uma doença que afeta 4,4% da população mundial. O Brasil é ainda o país com maior prevalência de ansiedade no mundo (9,3%).



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia