Tópicos em alta: sergio moro / dengue / polícia / reforma da previdência / bolsonaro

Unimed preparada para ativação gradativa de seu hospital

PUBLIEDITORIAL

Por Tribuna

29/05/2019 às 08h16

Foto: Kempton Viana

Quem passa na estratégica Avenida Deusdedit Salgado, de horizontes amplos para quem enxerga possibilidades além das Gerais, certamente não imagina a efervescência que faz vibrar o Hospital Unimed Juiz de Fora, o mais novo dispositivo do ecossistema de saúde da cooperativa, às vésperas de sua gradativa ativação. De um lado, todo o corpo diretor e técnico prestes a viver a emoção de ver um projeto tornar-se, de fato, realidade e, de outro, profissionais da linha de frente recebendo os treinamentos finais para traduzir em ação e sentimento o Jeito de Cuidar Unimed.

“É realmente uma sensação indescritível. Um misto de expectativa, de dever cumprido, de estar fazendo história para a saúde como um todo, para a cidade e região, para o cooperativismo, mas principalmente para as pessoas”, dizcom otimismoo presidente da cooperativa, Hugo Borges. Para garantir a máxima segurança dos pacientes, a ativação da moderna estrutura que inclui tecnologia e serviços de ponta pensados para dar concretude à humanização do atendimento será feita de modo gradativo.

A primeira fase será marcada pelo regime hospital-dia, com funcionamento das 7h às 19h, para a realização de exames, procedimentos agendados, eletivos, de menor complexidade e internações que demandam a permanência máxima de 12 horas do paciente. Internações clínicas, emergências e partos ficarão para as fases seguintes, cumprindo à risca o protocolo de segurança estabelecido pela Unimed e recomendado por especialistas em ativação hospitalar.

“Por se tratar de um sistema complexo, a ativação sequencial é fundamental para conduzir o início das operações em um cenário controlado, com total segurança, partindo de procedimentos mais simples que permitam aferir processos, estrutura, recursos e criar uma cultura de trabalho, evitando riscos desnecessários. A equipe está focada na preparação da assistência, para garantir ao paciente a melhor experiência, e fará um ensaio, a portas fechadas, para atuar com total segurança”, observa a diretora de Provimento de Saúde, Nathércia Abrão.

Exames Interior KMP_1873 Quarto-
<
>
Kempton Viana

 Treinamento intensivo e simulações

Todos os profissionais envolvidos na ativação estão passando por treinamento intensivo, para a correta utilização dos equipamentos (application), formação das equipes de atendimento, além da realização de testes de sistemas operacionais. “Os planos são fazer a liberação gradativa dos serviços começando pelo Centro de Diagnóstico por Imagem, Laboratório de Análises Clínicas e o Centro Cirúrgico para pequenas cirurgias de hospital-dia, com todos os serviços de suporte, como farmácia, hotelaria, nutrição e outros”, acrescenta a diretora Nathércia Abrão.

“O Hospital Unimed começa com procedimentos de baixa complexidade e, à medida que a ativação for se consolidando, irá encorpar a oferta de serviços até chegar ao seu funcionamento 24 horas. Na sequência das ativações programadas, o Pronto Atendimento para urgências e emergências vem em uma próxima fase, por depender do funcionamento integralizado de todos os setores”, esclarece a diretora.

Sistema interliga mais de 90% dos processos

Para otimizar o controle das operações assistenciais e administrativas, o Hospital da Unimed Juiz de Fora conta com um modelo de gestão matricial, operacionalmente suportado por um dos sistemas de gerenciamento hospitalar mais completos do mercado utilizado pelos maiores hospitais brasileiros, o Phillips Tasy. “Por meio dele, mais de 90% dos processos do hospital estão integrados, como exemplo, ordens de compra, estoque e o prontuário eletrônico, um de seus principais módulos”, explica o diretor Administrativo e Financeiro, DarlamKneipp.

O prontuário eletrônico reúne, em meio digital, todas as informações do paciente coletadas a partir de sua entrada no hospital e, futuramente, em qualquer um dos serviços que integram o Ecossistema de Saúde da Unimed Juiz de Fora. Com o prontuário, o médico tem acesso rápido e seguro ao histórico de saúde do paciente, a exames realizados, a todo o seu histórico, o que facilita a tomada de decisões. “A otimização dos recursos hospitalares, assim como a formação de um banco de dados e informações para estudos e pesquisa são outros benefícios importantes deste gerenciamento”, observa o diretor.

“Com 12 andares e construído no Salvaterra, em uma área de 35 mil m2, 9 mil deles de área verde preservada, o Hospital Unimed se diferencia pela valorização dos recursos naturais, confortos térmico e acústico, por tecnologias de segurança clínica, como o sistema que transporta, em segundos, medicamentos para todos os andares e, especialmente, pelo modelo de atenção focado na humanização.”

Hospitalista apoia médico assistente e amplia qualidade assistencial

A proposta de inovação que a Unimed apresenta com o seu hospital inaugura em Juiz de Fora a participação de um novo profissional da saúde, o médico hospitalista. A novidade é tanta no mercado, em geral, que a própria cooperativa se encarrega de formar mão de obra, com oferta de capacitação aos médicos cooperados de especialidades clínicas não-pediátricas coordenada pelo presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Hospitalar, o médico André Wajner.

“Diferente do plantonista, este profissional está presente diariamente, faz parte do corpo clínico do hospital, e sua missão é unicamente o cliente internado, ou seja, garantir atendimento eficaz para ampliar a qualidade da assistência e a segurança clínica. São médicos formados pela Unimed para acolher, cuidar e garantir respostas rápidas. Ele é um gestor, com autonomia para tomar todas as providências necessárias à eficiência e eficácia no atendimento”, explica o presidente Hugo Borges.

Cabe ao hospitalistaatuar também como ponte junto ao médico de confiança do paciente que, em função de sua rotina, nem sempre consegue estar presente em momentos de intercorrência durante a internação. “O hospitalista é um ponto de apoio importante para o médico assistente”, observa o presidente. Além da estrutura do hospital, ele terá à disposição o suporte de todos os serviços de cuidados especializados e da rede prestadora que integram o Ecossistema de Saúde Unimed.

Propósito do atendimento é a humanização do cuidado

A humanização do atendimento é mesmo o propósito maior de todo e qualquer esforço que será empregado no Hospital Unimed, desde a recepção ao cliente até o período pós-internação. “Humanizar o cuidado ao paciente é algo muito amplo, porque exige novos desenhos de processos, novos pontos de interface para a perfeita atuação da equipe multiprofissional, uma vez que estamos falando de individualizar o atendimento, levando em conta as necessidades próprias e peculiares de saúde de cada pessoa, de cada cliente. Para isso, obviamente, não há um modelo único para ser replicado em larga escala. É uma escolha que requer a escuta atenta, personalizada e a garantia de uma troca muito sinérgica e afetiva entre todos os agentes que cercam o paciente, inclusive, as famílias”, observa a diretora Nathércia Abrão, ciente de que todo esse cuidado será sentido na experiência que o cliente Unimed terá no atendimento.

“Nosso paciente será orientado e educado para o autocuidado. Quanto mais informado sobre o seu tratamento e condições de saúde melhores serão os resultados clínicos. A Unimed irá estimulá-lo ao engajamento, para que ele assuma o protagonismo de seu cuidado”, completa a diretora. Parte fundamental para complementar o ecossistema da saúde, formado pela rede de serviços próprios e conveniada, o Hospital Unimed chega para fortalecer o Jeito de Cuidar Unimed, assegurando aos clientes a extensão das linhas de atenção à saúde também em ambiente hospitalar, observa o diretor de Relacionamento e Mercado, Glauco Corrêa de Araújo.

“É mais um serviço de excelência que a cooperativa oferece aos clientes e que aumenta seu diferencial competitivo, agregando ainda mais valor à marca e fortalecendo os laços com a rede prestadora. Com certeza com o hospital, a Unimed Juiz de Fora vai ampliar seu raio de atuação na região, atraindo cada vez mais pessoas e contribuindo para que a cidade se consolide como importante referência no cuidado à saúde”, acrescenta o diretor.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail





Desenvolvido por Grupo Emedia