Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Windows 10 já tem data para perder suporte da Microsoft

Empresa prometeu revelar mais detalhes sobre a próxima geração do Windows no dia 24 de junho


Por Agência Estado

14/06/2021 às 20h28

Dez anos depois de ser lançado, o Windows 10 não receberá mais suporte de atualizações a partir de 14 de outubro de 2025, informa o jornalista Paul Thurrot. Até então, apenas versões específicas do sistema operacional da Microsoft deixavam de receber suporte.

A decisão indica que o próximo Windows não é uma nova atualização do atual Windows 10, revelado em 2015 e hoje o carro-chefe da empresa, o que indica que uma nova versão do sistema operacional, apelidada informalmente de Windows 11, deve ser revelada em breve.

A Microsoft prometeu revelar mais detalhes sobre a próxima geração do Windows no dia 24 de junho. Na semana passada, a empresa de tecnologia chegou a entrar na brincadeira dos “conteúdos para relaxar” com um vídeo de 11 horas com sons do sistema em velocidade de 4.000% mais lenta.

O conteúdo continua após o anúncio

A expectativa é que o Windows 11 deve receber mudanças significativas, conforme sinalizações feitas pela própria Microsoft. De acordo com a empresa, o foco será em criar uma plataforma para que os criadores possam construir, distribuir e monetizar aplicativos.

O desenvolvimento da loja de apps, nos últimos meses, também é um indicativo de que a plataforma pode se abrir para terceiros, fornecendo uma possível hospedagem, sem o pagamento de taxas à empresa de tecnologia.

O sistema operacional também deve conversar mais com diferentes máquinas e rumores sugerem que as aplicações possam ser mais compatíveis com outros navegadores além do Edge, como os rivais Firefox e Google Chrome.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia