Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Associação Comercial repudia reportagem sobre facada em Bolsonaro

Por Paulo Cesar Magella

16/09/2021 às 13h54 - Atualizada 16/09/2021 às 13h54

A Associação Comercial de Juiz de Fora emitiu nota de esclarecimento à respeito de um vídeo, ora circulando nas redes sociais e grupos de whatsapp, intitulado “Bolsonaro e Adélio – uma fakeada no coração do Brasil”, produzido pelo canal TV 247, no qual o episódio de 6 de setembro de 2018, quando o presidente Jair Bolsonaro foi vítima de uma facada, é colocado em dúvida. Como o presidente da AC, Aloísio Vasconcelos, foi um dos entrevistados, a nota destaca tratar-se de “uma reportagem tendenciosa e desvirtuada, tendo inclusive o referido jornalista utilizado apenas de pequenos trechos e da forma que lhe melhor convinha para gerar o vídeo”.

O conteúdo continua após o anúncio

Para entidade, conteúdo destoa da entrevista realizada em sua sede

A Associação destaca ser defensora da liberdade de expressão, mas enfatiza, em outro trecho, que a conotação da reportagem destoa totalmente da entrevista realizada em sua sede, “onde educadamente o jornalista foi recebido, na expectativa de colaborar com a matéria que pudesse trazer um pouco mais de história sobre o trágico acontecimento ocorrido em nossa cidade”. O documento “lamenta e repudia com veemência o conteúdo leviano descrito sobre um de nossos atuais diretores, a quem atestamos seu caráter e honradez já demonstrados ao longo de sua vida empresarial, com relevantes serviços prestados à nossa entidade e à cidade de Juiz de Fora.”

Paulo Cesar Magella

Paulo Cesar Magella

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia