Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Doido não é

Por Leandro Mazzini

25/08/2021 às 06h55 - Atualizada 25/08/2021 às 17h23

Luiz Carlos Cirne Lorenzi, o “Lisca Doido”, ex-técnico do América mineiro e hoje no Vasco da Gama, de doido só tem o apelido. Deixou saudade na torcida em Belo Horizonte, mas pelo visto também no coração do Governo de Minas, que o contratou para uma cara campanha de TV ao custo total de R$ 6,5 milhões. Lisca aparece nas telas dando dicas para o programa ‘Trilhas de Futuro’, da Secretaria de Educação. Segundo a assessoria do Governo, Lisca “foi convidado a participar da ação, mostrando que os cursos técnicos do Governo de Minas proporcionam empregos que duram muito mais tempo que o de técnico de futebol” (pelo notório no América, sim).

Cachê misterioso

A campanha feita por uma agência contratada pelo Governo, que não informou à reportagem qual foi o cachê do treinador.

‘Orden’

Fiscais da ANTT aguardam trocas de peças há dois meses, depois de erros nos uniformes novos – como ‘orden’ na frase e a imagem Bandeira do Brasil costurada invertida em jaquetas.

Em baixa

Um exemplo de como a classe política anda desacreditada na praça. Um dirigente de partido do DF foi trocar reais em euros numa casa de câmbio no shopping Conjunto Nacional nesta terça-feira (24), e a atendente se recusou a fazer a operação. Alegou que para político é proibido.

Pode sim

Assustado, o dirigente procurou outra casa de câmbio no shopping Venâncio 2000 e conseguiu realizar a operação. A Coluna procurou o Banco Central e o Ministério da Economia para sondar sobre o episódio. As duas instituições informaram que não existe regra alguma sobre isso.

Outra chance

Continua o esforço do Governo para avançar na legalização dos jogos. Na sexta, a Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria do Ministério da Economia promove o ‘Painel sobre Resorts Integrados – Experiências Internacionais’.

O conteúdo continua após o anúncio

Magnatas de olho

O evento terá participação do vice-presidente Sênior de Cassinos e Hotéis do Hard Rock, Alex W. Pariente, e da presidente para América Latina & Caribe da Gaming Laboratories International, Karen Marcela Sierra Hughes.

Bancada da esperança

Após um processo seletivo de sete meses e mais de 12 mil inscritos, a escola de formação de lideranças políticas RenovaBR apresenta, dia 30, a sua nova turma de alunos. Os selecionados, com origem em todos os Estados, passarão por intensivão de 360 horas para se qualificarem para as eleições do ano que vem.

Maré boa

A empresa Mar de Brasília, de passeios de barco pelo Lago Paranoá, ganhou o prêmio Travellers’ Choice, da maior plataforma de avaliação de serviços turísticos do mundo, o TripAdvisor. É concedido para os dez serviços turísticos mais bem avaliados do planeta.

Custo Morar

A capital federal lidera o preço do metro quadrado de imóvel no Brasil. Segundo o portal Wimoveis, o valor médio chegou a estupendos R$ 10.870/m² em julho, aumento de 1% em relação a junho. Em 2021, o preço do m² já crescera 8,4%. As outras cidades do relatório da avaliação: São Paulo (R$ 9.390/m²), Rio de Janeiro (R$ 8.672/m²), Curitiba (R$ 7.155/m²) e Belo Horizonte (R$ 5.329/m²).

Candidata

A Associação de Servidores da ANP informa que a candidata a diretora da agência “Tabita Loureiro, especialista em Regulação, é técnica com destacado histórico de atuação na ANP e que sempre se manteve aberta ao diálogo com todos os agentes econômicos e segmentos da sociedade, independentemente de correntes políticas”.

Correção

O governador Doria Jr. exonerou o Comandante da PM de Sorocaba, interior paulista, e não o do Estado, conforme publicamos na edição de ontem.

Leandro Mazzini

Leandro Mazzini

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia