Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / polícia / eleições 2020 / bolsonaro

Hotéi$

Por Leandro Mazzini

25/06/2020 às 07h00 - Atualizada 24/06/2020 às 21h57

De todos os setores atingidos pela crise financeira gerada pela pandemia do coronavírus, a rede hoteleira inegavelmente é a mais afetada. Com as companhias aéreas praticamente no chão, população sem dinheiro para viajar, os hotéis fecharam. Levantamento inédito feito pela Associação Brasileira da Indústria Hoteleira (ABIH) semana passada, em todos os Estados, confirmou que praticamente 95% dos hotéis associados estão fechados no Brasil. E a taxa de ocupação dos poucos que se adaptaram a regras de prefeituras é de 10%. A retomada será gradativa e fraca, a partir de julho. Proprietários responderam à ABIH que esperam 20% de ocupação – nos que não faliram. Para segurar as contas, a taxa média deve ser no mínimo de 40% da ocupação.

Saídas

Os bares e restaurantes se viram com delivery; lojas de roupas conseguem vender pela internet, com entrega a domicílio também. Mas hotéis não tiveram solução imediata.

Oi, chefe

O deputado federal Osmar Terra continua cavando a vaga de ministro da Saúde. Visitou o presidente Jair Bolsonaro na terça, que lhe deve uma desde que o tirou da Cidadania.

Incompetência

Tereza Cristina, ministra da Agricultura, diz que Governo tem plano para acompanhar a nuvem de gafanhotos que veio do cone Sul. Ou seja, nada. Reze muito, agricultor.

Desafio aceito

As redes de telecom registraram desde março aumento médio de tráfego de 30%, com a mudança do consumo do mercado corporativo para as residências e o crescimento do home office, educação à distância, comércio eletrônico, lazer e entretenimento nos computadores e celulares.

Passou no teste

“Há três meses, desde o início da quarentena, o setor de telecom tem sido colocado à prova e respondido de forma robusta ao aumento e à mudança do perfil do consumo”, avalia o presidente-executivo do SindiTelebrasil, Marcos Ferrari.

Conectados

Muitos desses novos hábitos vão ser incorporados ao dia-a-dia das pessoas. Nesse novo normal, segundo Ferrari, a conectividade vai ser ainda mais importante e terá papel primordial na retomada da economia no momento pós-crise. “A conectividade é a plataforma para o desenvolvimento socioeconômico.”

O conteúdo continua após o anúncio

Cadê você?

Ex-vice presidente da Câmara, André Vargas (PT) refugia-se numa chácara em Londrina (PR). Paga mensalmente multa da Justiça Federal para não voltar à cadeia.

Jogos de Tóquio

Algumas das expectativas de medalhas do COB para 2021 são futebol, natação, boxe, taekwondo, tênis de mesa, levantamento de peso, canoagem e maratona aquática.

Agentes reprovam

Mais da metade dos policiais federais são contrários à divisão do Ministério da Justiça e Segurança Pública, constatou pesquisa da FENAPEF. Acreditam que o custo é alto e não resolve o combate à criminalidade.

Chance zero

A oposição de vereadores do Recife ao prefeito Geraldo Julio tenta instalar CPI na Câmara para investigar denúncias de irregularidades na compra de respiradores para hospitais de campanha. Sem chances. Precisa de 13 dos 39 edis. Mas somam cinco.

Fogueira virtual

O São João virtual na capital do forró não foi bom para o eterno candidato à prefeitura de Caruaru, José Queiróz (PDT). Por causa do isolamento social, não pode participar dos festejos e cumprimentar eleitores. Já a prefeita e candidata à reeleição, Raquel Lyra (PSDB), apareceu em diversas lives apoiando e ajudando os forrozeiros.

Ponto Final

Crise financeira, pandemia de coronavírus, nuvem de gafanhoto, meteoro que passou raspando na Terra – e vem outro aí, com o Universo não contente com o primeiro. Se o mundo não acabar com alguma praga, certamente o ser humano sairá melhor dessa.

ESPLANADEIRA

# A iniciativa G10 Favelas, em parceria com o projeto ‘Costurando Sonhos Brasil’, distribui mil kits com máscaras e produtos de higiene para crianças da comunidade de Paraisópolis (SP). # Instituto LafargeHolcim já promoveu ações que, somadas, chegam a R$ 218 mil no apoio a combate ao coronavírus.

Leandro Mazzini

Leandro Mazzini

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia