Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / polícia / eleições 2020 / bolsonaro

É o Cara!

Por Leandro Mazzini

24/07/2020 às 06h40 - Atualizada 23/07/2020 às 21h13

Antonio Paulo Vogel de Medeiros é um homem suprapartidário no Poder. Já foi Secretário Adjunto de Finanças de Fernando Haddad (PT) na Prefeitura de São Paulo. Depois Secretário de Administração do Governador do Distrito Federal Rodrigo Rollemberg (PSB); e também assessor especial do Ministro da Fazenda Joaquim Levy, no Governo da presidente Dilma Rousseff (PT). Agora, será ‘Assessor Especial da Assessoria Especial da Casa Civil da Presidência’, e despachará diretamente com o ministro General Braga Neto. É o que informa a Portaria nº 369, da pasta.

Lado de lá

Um outdoor em Lisboa, com a foto do presidente Bolsonaro – homenagem de um partido de extrema-direita – chama a atenção para a frase “Parabéns, Brasil.. Agora falta Portugal”. A Terra Mãe terá eleição para presidente em Janeiro de 2021.

Em texto

O prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), anunciou que até o final do ano entregará 1.500 novas obras. Já as entrevistas saíram do seu radar depois das denúncias de superfaturamento na compra de respiradores humanos. Ele só divulga notas.

e-título

O TSE prepara campanha forte para o relançamento do app e-título, a fim de familiarizar o cidadão com os serviços on-line que vão garantir o fim de muita burocracia futura. Pelo app, o cidadão já pode até se cadastrar como mesário voluntário.

Olho no saldo

Um consórcio de bancões privados está de olho na privatização do Banco do Brasil. Querem a BB DTVM, que administra mais de trilhão de reais em ativos – e no pacote a PREVI, o fundo bilionário dos funcionários, que investe em diferentes setores.

Corona market

As fabricantes de produtos de higiene começam a diversificar oferta diante da realidade do coronavírus. A Rexona, famosa pelos desodorantes, acaba de lançar sabonetes em barra e líquido que, garante, têm eficácia contra o vírus. Além de gel higienizante.

O conteúdo continua após o anúncio

Cuidado, cliente!

As Lojas Riachuelo nos shoppings de Brasília foram à Justiça para derrubar a obrigação de testar funcionários, quinzenalmente, em exames para detecção de coronavírus. Mas se deram mal. A juíza Júnia Martinelli, da 20ª Vara do Trabalho do DF, negou mandado de segurança contra decreto do GDF.

Na pista

Entrou no circuito um grupo suprapartidário de políticos para tentar reverter, no papo, a decisão da Renault de demitir 747 funcionários na fábrica do Paraná – que pode fechar.

Na garagem

Em nota à Coluna, a Renault do Brasil informa “que desde o início da pandemia aplicou soluções de flexibilidade como férias coletivas e a MP936 para o enfrentamento da crise da Covid-19”. Justifica a demissão com “o agravamento da situação, queda das vendas em 47% no 1º semestre, e a falta de perspectiva de retomada do mercado”.

Memorial em cores

Um empresário de Brasília, fã do saudoso ilustrador e apresentador de TV Daniel Azulay, arrematou em leilão um porta-lápis do artista – com 13 unidades. Vai guardar a as famosas ferramentas de trabalho de Azulay numa caixa de acrílico em homenagem.

Carteirinha

O advogado Klaus Stenius, que teve a carteirinha suspensa pela OAB-DF, reclama que a “é absurda e decorreu de grosseiro equívoco do órgão disciplinar”. Ele é suspeito de não repassar ganhos de indenização a clientes, mas se defende sobre uma ação: “O Poder Judiciário já enfrentou o mesmo tema e rechaçou essa acusação”.

ESPLANADEIRA

# ABES empossa novo presidente, o engenheiro Alceu Bittencourt. # Stella Artois e movimento Ame Tiradentes preparam série de lives gastronômicas para ajudar cidade histórica na retomada do turismo. # CACD abre 25 vagas para diplomatas no Brasil. # Elo lança promoção “Use Elo”: em cada R$ 30 em compras, o cliente ganha cartela virtual para concorrer a prêmios. #Singu, marketplace de beleza e bem-estar, inicia operações em Brasília. # Sugar, plataforma de relacionamentos, cresce 214% em comparação ao ano passado.

Leandro Mazzini

Leandro Mazzini

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia