Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Fala Quem Sabe : Música – o som de uma paixão

Por Cesar Romero

21/11/2021 às 07h00 - Atualizada 21/11/2021 às 08h35

Fala Quem Sabe

Música – o som de uma paixão

Desde o primeiro minuto de vida somos presenteados com os sons. Apresentados ao mundo, imediatamente somos invadidos por sentimentos e emoções que nos povoam ao longo da existência.

Quando se compreende o som da música, ainda na tenra idade, reagimos com sorrisos, alegria, atenção, fascínio e uma intuição que brota na alma nos diz em segredo: “Isso é a Música.”.

A relação com o abstrato do universo musical me encantou bem cedo. Ouvia as melodias e ficava maravilhado com tamanha beleza e mágica. Logo queria ouvir mais e, ao ver as pessoas tocarem, tinha vontade de também saber fazer aquilo.

O conteúdo continua após o anúncio

Veio um distante Natal, lá nos anos 1980, e a intuição me falou alto: “Comece a tocar!”. Como uma verdadeira ordem, vinda do comando superior dos meus sentimentos e sentidos, que já me faziam perceber, quase que por encanto, um som grave e poderoso que me chamava para brincar e conhecer sua infinita dimensão.

Fomos apresentados e nos apaixonamos. Amor à primeira vista e um desejo de dizer que nunca mais abandonaria aquele som. Pedi a ele que também não me abandonasse. Viramos cúmplices de uma mágica que nos levaria ao longo dos anos a nos tornar inseparáveis, fiéis escudeiros um do outro, um laço incrível, assim como Dom Quixote e Sancho Pança.

Os anos correm e juntos já vivemos coisas incríveis, que naquele inocente momento inicial jamais pensaríamos viver. Encontros, irmandades, sorrisos, choros e tudo regado a muita poesia e magia, o que tornou nossa estória imaginária uma história real.

Após 35 anos acordando e dormindo juntos, despertamos para o novo dia já pensando na próxima aventura, no próximo episódio de nosso livro, que por encanto posso chamar de minha vida!

(Dudu Lima é instrumentista, compositor e leitor convidado)

Cesar Romero

Cesar Romero

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia