Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Fala Quem Sabe

Por Cesar Romero

17/10/2021 às 07h33 - Atualizada 15/10/2021 às 20h37

Fala Quem Sabe

Ser médica…

A medicina é uma profissão repleta de beleza. Poder ajudar, aliviar, esclarecer, prevenir e compartilhar sentimentos é extremamente gratificante. Contudo, nós mulheres desempenhamos, muitas vezes, um papel triplo: médicas, mães e esposas.

Essa situação é potencialmente estressante, sobretudo, quando os filhos ainda são pequenos e dependentes.
O importante para nós, médicas e mães, é a clareza do que queremos e a sabedoria para o auto-cuidado emocional e físico. E assim, cuidar também das relações interpessoais e dos pacientes, da melhor forma possível.

Não há um modelo ideal para vivermos a profissão e as nossas opções. Na minha ótica, ser mãe e médica combina sim. Pois a satisfação de cuidar de outras vidas, além dos nossos filhos, supera as dificuldades que esses amores nos impõem. Levantar cedo, beijar os filhos e o marido, tomar o café, organizar a rotina das crianças, seguir para o trabalho, linda, bem cuidada, de bom humor e perfumada.

Sou cirurgiã plástica, esposa e mãe de dois lindos meninos. Na medicina, além de todas as dificuldades normais de cada mulher, enfrento a responsabilidade de atender bem, com atenção e competência, me dedicando integralmente aos pacientes.
Os avanços, a ciência e as descobertas não param e conciliar toda essa demanda com a família e, principalmente, com o cuidado com os filhos, não é uma tarefa nada fácil.

Ser médica é um desafio, que me faz ter consciência das minhas próprias limitações sem me deixar imobilizar. É superar, perceber que ao vencer as dificuldades me torno diferente, forte e única.

E acredito que os meus colegas de profissão têm a mesma determinação, prazer e gratificação. Quando escolhemos a medicina, escolhemos cuidar. Desejo a todos, muito amor e saúde.

(Andressa Barra é cirurgiã plástica e leitora convidada)

 

O conteúdo continua após o anúncio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cesar Romero

Cesar Romero

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia