Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

People Skills: o futuro é humano!

As people skills são as habilidades comportamentais e socioemocionais, ou seja, aquelas características que permitem que as pessoas se relacionem de forma assertiva com as outras, seja no ambiente de trabalho ou no campo dos relacionamentos pessoais.

Por Marcelle Larcher

07/01/2022 às 15h05 - Atualizada 10/01/2022 às 10h31

As habilidades técnicas de trouxeram até aqui, mas são as habilidades humanas que irão te levar mais longe!

Mais que uma tendência, a afirmação acima já é uma realidade do mercado de hoje e será algo ainda mais crucial no futuro do trabalho, o que implica a um profissional de sucesso o equilíbrio entre técnica e comportamento. O grande problema disso, é que na gigantesca parte dos casos, apenas as habilidades técnicas, ou hard skills, são ensinadas nas escolas e faculdades, o que nos leva a uma realidade de mercado em que pessoas são contratadas pelas suas atribuições técnicas e demitidas pela falta de habilidade de humanas.

Por isso, hoje vamos aprender sobre as people skills, o que são essas habilidades, qual a importância em desenvolvê-las e o que é necessário para isso.

O que são People Skills?

As people skills são as habilidades comportamentais e socioemocionais, ou seja, aquelas características que permitem que as pessoas se relacionem de forma assertiva com as outras, seja no ambiente de trabalho ou no campo dos relacionamentos pessoais.

Para entendermos melhor essas habilidades humanas, podemos dividi-las em duas partes:

Habilidades intrapessoais (autogestão): aquelas que dizem respeito ao conhecimento de si próprio, da relação do indivíduo consigo mesmo. Exemplos: disciplina, criatividade, autoconhecimento.

Habilidades interpessoais: aquelas que influenciam diretamente no relacionamento entre duas ou mais pessoas. Exemplos: oratória, trabalho em equipe e negociação.

Bom, eu aposto que esse conceito não é nada novo para você que já é leitor desta coluna e nesse momento, provavelmente está se perguntando a diferença entre as soft skills e as people skills.

Na realidade, os termos são sinônimos e representam o mesmo conceito. Contudo, o termo people skills vem sendo cada vez mais abraçado pelo mercado, por ser mais coerente com a real complexidade dessas habilidades. Em outras palavras, quando usamos o termo “soft”, pode gerar a sensação de que estamos nos referindo a algo simples ou mais fácil do que as competências técnicas, representada pelo termo “hard”, o que não é necessariamente verdade, muito pelo contrário, para muitos desenvolver as habilidades humanas é um desafio ainda maior do que as habilidades técnicas.

Por que falar de People Skills qual é a sua importância?

Imagine a seguinte situação: uma pessoa acabou de ser contratada por ser capacitada tecnicamente para determinada atividade, ela possui em seu currículo uma graduação, cursos de idiomas e até mesmo um mestrado, porém no dia a dia da sua função é um profissional que tem muita dificuldade ao trabalhar em equipe, não consegue fazer uma negociação, dentre outros problemas interpessoais. Quais as chances dessa pessoa, apesar de toda competência técnica, não desempenhar bem a sua função e acabar perdendo o seu emprego? As chances são grandes e essa é uma hipótese que não foge muito da realidade que observamos no mercado.

Além disso, precisamos entender de uma vez por todas as transformações do mercado de trabalho e para onde isso está nos levando. A tendência é que tarefas repetitivas e muitas das hard skills sejam substituídas pela automação das máquinas, robôs que realizarão essas tarefas de maneira mais rápida e eficiente. Então, neste caso, vão faltar oportunidades de empregos e a tecnologia dominará completamente? NÃO!

Neste ponto, entendemos a mudança de cenário onde dividiremos espaço com a tecnologia, onde sim, algumas funções/empregos vão se tornar obsoletos, mas que outros novos surgirão para suprir novas demandas. É na habilidade humana que vencemos as máquinas, as nossas emoções e a capacidade em nos relacionarmos é o nosso diferencial, por isso, o desenvolvimento das people skills é fundamental.

Exemplos de People Skills

A lista das people skills é extensa, estima-se que existam mais de 80 habilidades e todas elas podem ser desenvolvidas e aprimoradas. Selecionamos algumas das principais para você:

Autoconhecimento

A capacidade que um indivíduo possui de entender sobre si mesmo.

Inteligência emocional

O conteúdo continua após o anúncio

A Inteligência emocional caminha lado a lado com o autoconhecimento, uma pessoa com essa habilidade possui sentimentos como qualquer outra, mas os identifica com mais facilidade e sabe melhor como lidar frente a cada um deles.

Criatividade

É a capacidade de transformar e combinar ideias, que quando associado a um contexto específico, agrega valor e inovação.

Resiliência

Uma pessoa resiliente é aquela que consegue suportar pressões externas.

Ética e integridade

Essa habilidade diz respeito à intensidade que uma pessoa é fiel a seus princípios morais e éticos. É sobre seguir seus valores a todo momento.

Trabalho em equipe/colaboração

Uma equipe é um grupo limitado de pessoas, estável e interdependente, que possui um objetivo compartilhado de alcançar um resultado. Trabalho em equipe, portanto, é o ato de colaborar coletivamente neste grupo de pessoas.

Adaptabilidade

É a capacidade de alguém se encaixar e permanecer bem em novas situações. Em um mundo volátil, é característica fundamental para um profissional manter-se atualizado e feliz.

Flexibilidade

É a capacidade de se adaptar a diferentes cenários e situações adaptando-se às circunstâncias. Quanto mais flexível uma pessoa, maior sua capacidade em se reconfigurar frente às mudanças.

E então, conseguiu entender melhor as people skills e sua importância?

Desenvolver tais habilidades é algo que fará você enxergar mais oportunidades do que ameaças na sua vida. O equilíbrio entre razão e emoção, técnica e comportamento é o ponto em que todo e qualquer objetivo se torna uma possibilidade real, é quando as coisas acontecem e você se torna o profissional que deseja ser.

Para fechar, que tal uma dica valiosa? Se você deseja desenvolver essas habilidades, um bom começo é fazer um plano de desenvolvimento individual, ou seja, definir quais habilidades quer desenvolver em determinado período e ir monitorando o seu progresso.

Marcelle Larcher

Marcelle Larcher

Marcelle atua como Sócia e Diretora Executiva de Carreira do Grupo Larch. Graduada em Pedagogia e Psicologia pelo CES/JF e especializada em Gestão Estratégica de Pessoas pela HSM University. Empresária, empreendedora e gestora no setor de ensino, Marcelle tem mais de 15 anos de experiência em Gestão Educacional e Corporativa, e 26 anos de mercado.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia