Tópicos em alta: sergio moro / dengue / polícia / reforma da previdência / bolsonaro

Limite do Parque de Ibitipoca sobe para mil visitantes por dia

Para aumentar número de frequentadores, termo de ajuste de conduta (TAC) foi assinado junto ao Ministério Público, que, segundo a gerência do parque, reconheceu as medidas que foram adotadas pela gestão a fim de ordenar a visitação

Por Marcos Araújo

11/07/2019 às 19h17- Atualizada 11/07/2019 às 19h24

O Parque Estadual do Ibitipoca teve a sua capacidade de visitações diárias ampliada de 600 para mil frequentadores, como informou, nesta quinta-feira (11), a gerente do parque, Clarice Silva. Segundo ela, um termo de ajuste de conduta (TAC) foi assinado, uma vez que o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) reconheceu as medidas que foram adotadas pela gestão a fim de ordenar a visitação. “Foram apresentados os resultados, e o Ministério Público considerou que o parque está apto a receber esse número maior de visitantes”, afirmou Clarice.

Ela pontuou que a medida já está valendo, mas sua publicação para divulgação do aumento de visitantes deverá ser feita nos próximos dias. “Vamos tentar fazer essa publicação para que no próximo sábado (13) já seja possível”, planejou, acrescentando que a ampliação vale para todos os dias.

O conteúdo continua após o anúncio

LEIA MAIS:

A gerente ressaltou que o crescimento do limite de visitantes representa que o parque está de portas abertas para a sociedade. “O que mais afeta a qualidade da visitação é a conduta do visitante. Isso está sendo trabalhado e continuar trabalhando para que essa visita seja de qualidade e sem impacto negativo para o meio ambiente”, destaca. Clarice enfatizou, também, que foram realizadas ações de manejo e sinalização das trilhas, melhoria no controle de acesso ao fluxo de visitantes e limitação específica para o atrativo Janela do Céu. “Esse número definido em 240 visitantes foi decidido em conjunto com a comunidade de Ibitipoca”, afirmou.

Desde maio de 2018, em razão de determinação do MPMG, a visitação do parque estava limitada a 600 turistas por dia pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF). A mudança fazia parte do termo de acordo firmado, no dia 2 de abril, entre o MPMG e o IEF, responsável pela gestão da área. A redução tinha como objetivo garantir que o turismo ecológico fosse realizado de forma sustentável.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia